fbpx Skip to main content
0
Category

Redes sociais

marketing de influência: o que preciso saber?

By Redes sociais One Comment

Você conhece o marketing de influência?

Nos últimos anos, as redes sociais têm cada vez mais relevância nas nossas vidas – e não só pelo entretenimento, viu? 😎 

Elas se tornaram uma ferramenta  importantíssima quando o assunto é marketing! 🔧

 

o que é marketing de influência?

 

Em primeiro lugar: o marketing de influência nada mais é do que a divulgação estratégica de produtos, serviços e/ou marcas por meio de influenciadores digitais, que estão presentes nas mais variadas plataformas de mídias. 

O objetivo dessa estratégia é aumentar a autoridade, a relevância, expandir o público e, finalmente, converter tudo isso em vendas. 🤝💲

 

tá, mas como o marketing de influência funciona?

 

Às vezes, as pessoas ficam um pouco confusas sobre o funcionamento do marketing de influência, uma vez que ele está diretamente ligado ao mundo digital – com o qual nem todo mundo tem tanta familiaridade 😅

Então, relaxa! Vamos te dar uma ajudinha! ❤️

 

 

Antes de mais nada, no quesito marketing, os influenciadores digitais têm como principal função validar o consumo da marca, produto ou serviço que divulgam e levar o público da sua empresa a consumir o mesmo. 

Quase como um selo de aprovação, sabe?✅ 

Ou seja, a empresa responsável pelo que tá sendo divulgado não tem tanto trabalho pra conquistar um novo público: ela se beneficia do que já vem no “combo” do influenciador.

Mas lembre-se: influenciador não é vendedor! ⚠

 

influenciador não é vendedor 

 

Hoje em dia, o debate sobre a questão do influenciador digital é focado principalmente no que ele promete e entrega X o que a marca espera.

Muitas marcas chegam até um influenciador com uma expectativa de ter um aumento absurdo de vendas 🤦‍♀️ – quando, na realidade, é um processo gradual e indireto. 

Justamente porque o influenciador não atua como vendedor e sim como mediador da relação entre o público e a empresa. 😉

 

algumas vantagens do marketing de influência

 

Uma vantagem dessa estratégia é a fidelidade de uma boa parcela dos seguidores do influenciador, que confiam e se espelham naquela pessoa – então são influenciados por ela. 😎

Além disso, os influenciadores são mais próximos do público do que as celebridades, o que cria uma relação mais horizontal com a galera que a empresa quer se conectar. 🫂

Por último, mas não menos importante: os influenciadores já têm seus nichos bem definidos, o que vai ajudar – e muito – a direcionar seu produto ou serviço pro público certo. 🎯

 

os tipos de influenciadores

 

Existem vários tipos de influenciadores. Eles são classificados de acordo com seu número de seguidores. 🧮

  • nano-influencer – de mil a 10 mil
  • micro-influencer – de 10 mil a 50 mil 
  • mid-tier – de 50 mil a 500 mil
  • macro-influencer – de 500 mil a 1 milhão
  • mega-influencer – + de 1 milhão

Dica: não subestime os nano e micros! Influenciadores menores tendem a ter um público mais próximo e mais fiel. Assim, a chance dessas pessoas serem efetivamente influenciadas é bem maior. Te contaremos mais detalhes num próximo post 🙃

 

exemplos de marketing de influência: BBB📺

 

juliette🌵

 

Você lembra da Juliette Freire? Sim, aquela do BBB 21🙃 

Ela se tornou um fenômeno do Instagram enquanto participava do reality show, acumulando mais de 33 milhões de seguidores até hoje – você não leu errado: mais de 33 MILHÕES 🤯 

Por conta disso, recebeu muitas propostas de várias marcas e chegou a fazer parceria com empresas grandes, como a Pantene, a Avon e a C&A, que tiveram um ótimo retorno! 

 

Juliette Freire em parceria com a Pantene

(Foto: Reprodução/Instagram: @juliette)

 

jade picon 🌪

 

Outro bom exemplo da importância do marketing de influência é a Jade Picon, também participante do BBB, da edição de 2022. 

Diferente da Juliette, a Jade já era influenciadora e contava com cerca de 15 milhões de seguidores antes mesmo de entrar no programa. 

Jade Picon

(Foto: Reprodução/Instagram: @jadepicon)

 

Pela relevância que ela tem no Instagram, um dos memes que mais repercutiram durante o BBB foi o da comparação do prêmio de 1,5 milhão ao valor de um story da Jade para divulgar alguma marca ou produto 👀

E, ainda durante o programa, muitos looks usados pela gata 😺 ESGOTARAM em lojas e sites. 

 

Apesar de não ter tido uma trajetória no programa que agradou a maior parte do público, agora, Jade já ultrapassou os 19 milhões de seguidores e segue agregando valor ao seu perfil.  📈

 

Então, bora investir no marketing de influência?

 

A 7mídias tem as melhores estratégias para você! Você sabia? 🤓

Temos um serviço completinho pra te orientar em todas as estratégias de redes sociais – inclusive analisar se vale a pena apostar no marketing de influência!

Que tal fazer um orçamento com a gente? ⭐

ORÇAR AGORA!

Ah, e não deixe de seguir o nosso Instagram pra ficar sempre por dentro das tendências do marketing!

siga no Instagram!

 

 

fundo rosa com logo do tik tok

TikTok: minha empresa precisa estar nesta rede?

By Redes sociais No Comments

Na 7mídias sempre te aconselhamos a estar presente no máximo de redes sociais que puder — claro, desde que consiga alimentá-las —, e não seria diferente com o TikTok.

Aliás, você já deu uma olhada nos números dessa rede?

  • mais de 3 bilhões de downloads no mundo
  • está disponível em 141 países
  • o Brasil é o segundo país que mais utiliza o TikTok, ficando atrás apenas da China, criadora do app
  • 9 entre 10 usuários entram no aplicativo várias vezes ao dia

dados sobre o tiktok

O TikTok é o primeiro aplicativo a atingir a marca de 3 bilhões de instalações dentre os apps que não pertencem ao Facebook e que não são classificados como “jogo”.

Só no primeiro semestre de 2021 foram feitas 383 milhões de instalações pela primeira vez pelas plataformas do IOS e Play Store. 

De acordo com dados, 90% dos usuários do TikTok ao redor do mundo acessam o aplicativo diariamente e, grande parte deles, várias vezes no mesmo dia.

Okay, but… o que é (exatamente) o TikTok?

Uma plataforma de vídeos curtos! 📱

A mecânica é super fácil. Você grava vídeos, edita com efeitos e textos, adiciona uma música e… pronto! Olha só:

@_pequenalo

Assim de saúde

♬ Me Libera – Banda Djavú & DJ Juninho Portugal

Se você tem familiaridade com o Instagram, já deve conhecer os reels! Então, os reels têm a usabilidade parecidíssima com a do TikTok.

Essa ferramenta é a tentativa do Instagram de não perder os usuários para a “rede vizinha”. 

👉  “Rede vizinha” é como os usuários do Instagram se referem ao TikTok na plataforma porque existem suspeitas de que usar o termo pode comprometer o engajamento da postagem na rede.

TikTok é geração Z 


Isso significa que os conteúdos produzidos pra essa rede são bem específicos porque demandam um formato inédito de interações e mudanças na linguagem.

Não é uma tarefa fácil, mas, encontrando uma boa estratégia, os resultados serão surpreendentes. 

Certo, mas e se o meu público não estiver ali, vale investir?

Essa resposta demanda uma análise minuciosa pensando não só no presente, mas também no futuro da rede já que, apesar do crescimento vertiginoso, é um app muito recente. 

No site do TikTok, a empresa se apresenta como receptiva a todos os públicos.

Há algo aqui para toda a família – se você está procurando alcançar a Geração Z, a Geração Y, pais ou avós, todas as idades se reúnem aqui para se divertir – e inúmeras subculturas se reúnem aqui para compartilhar suas últimas descobertas.

– TikTok for Business

E a tendência é que esse público só aumente. Quanto mais popularidade o app ganhar, mais as pessoas terão curiosidade para criarem suas contas na rede.

☝️ Nesse caso, sim, vale investir na desde já! Começar a se estruturar no TikTok para receber o público com um perfil forte e preparado é muito importante!

Então, bora de dicas pra saber como fazer isso?

3 dicas para produzir conteúdo de marca no TikTok


#1 Promova novos aprendizados para o público


No TikTok tem espaço pra tudo porque é muito leve consumir conteúdos na rede.

Curiosidades, futebol, dancinhas, desafios e dicas. Em alguns minutos você pode aprender muitas coisas novas.

Nesse caso, uma boa dica pra divulgar a sua empresa de maneira sutil é ensinar ao público dicas e curiosidades interessantes sobre o seu nicho.

Como nesse exemplo super maneiro do analista financeiro Victor Savioli.

@victorsaviolioficial

Top 3 coisas para analisar na hora de escolher uma ação! #victorsavioli #análisedeações #bolsadevalores #investimentos

♬ som original – Victor Savioli, CNPI

 

Ele tem 28 anos e era analista de crédito da gestora do banco de investimentos americano JPMorgan.

Em dois meses respondendo dúvidas sobre investimentos no TikTok, Victor já alcançou a marca de 160.7 mil seguidores, enquanto no Instagram tem apenas 7,5 mil.

#4 Faça parceria com influenciadores


Essa é uma excelente estratégia que, além de dar muita visibilidade à sua marca, poupa o seu tempo de planejar e produzir conteúdo porque os influenciadores farão isso por você.

@magalu

A parte mais difícil! #challengedemaquilante #TemNoMagalu #MagaLu @leticiafgomes

♬ som original – Lu do Magalu

 

Bem como no exemplo acima, o único trabalho da Magalu foi compartilhar a publicação da @leticiafgomes.

Existem muitos formatos pra estabelecer parcerias, mas o interessante é que você escolha o influenciador que melhor corresponde ao perfil da sua empresa.

No exemplo da Magalu eles optaram por um desafio, mas olha esse outro exemplo do @diegodiego:

@diegodiego_

É ou não é?? 😂 Ah, aproveita e corre na #HBOMax que tá cheeeia de desenhos incríveis do @cartoonnetworkbrasil !! #publi

♬ som original – Diego Cruz

 

#5 Configure um perfil comercial no TikTok


O TikTok também oferece a opção de contas comerciais!

Nessa configuração é possível acessar as métricas de desempenho, os insights da audiência e as ferramentas de criação.

De acordo com a plataforma, esses instrumentos possibilitam que “as empresas pensem como profissionais de marketing e ajam como criadoras de conteúdo”.


Anuncie no TikTok

Além disso, é possível criar campanhas na plataforma!

O Ads Manager do TikTok também oferece ferramentas fáceis de utilizar para criar e gerenciar anúncios. Então é só escolher o seu objetivo, selecionar o seu público, definir um orçamento, criar o seu anúncio e acompanhar as métricas alcançadas. 💪

7mídias é o olhar pro futuro!


Por aqui estamos sempre de olho nas tendências do marketing e queremos trazer você com a gente!

A melhor estratégia de marketing sempre começa com conhecimento do terreno e um bom planejamento.

Então, quer uma dica? Antes de pensar em como sua empresa pode atuar na rede, baixe o app e estude suas funcionalidades e os conteúdos produzidos por lá.

E, claro, entre em contato com a gente porque a 7mídias te ajuda a definir as melhores estratégias para as suas redes. 🌟

Agende uma conversa sem compromisso!

Esperamos que este artigo tenha ajudado você!

Siga nossas redes pra estar sempre por dentro do que acontece na 7mídias.

Siga nosso Instagram

Um beijo e até a próxima,

Gabi

Marketing: 5 tipos para aplicar nas redes do seu negócio

By Redes sociais No Comments

Ouvimos falar de marketing pra todos os lados, mas, afinal, como colocar esse tanto de informações na prática na sua empresa? 😱

O primeiro passo é não se desesperar! Quando não temos um foco bem definido, acabamos misturando todas as estratégias e não fazendo nenhuma delas 100% bem feita. É ou não é?

Pensando nisso, preparamos esse post para te ajudar a focar em 6 tipos de marketing que estão em alta e vão te ajudar tanto a se planejar, quanto a obter resultados. 

Como assim? Bem, você já reparou como é difícil definir o que postar na sua rede, ou sobre o que falar no seu blog quando você não tem uma estratégia bem definida?

Isso acontece porque tudo na nossa empresa precisa seguir um planejamento estratégico bem definido sabendo quem somos, com quem falamos e para onde queremos ir.

As estratégias de marketing funcionam então como ferramentas úteis e super poderosas para alcançarmos este objetivo.

Afinal, o que é marketing? 

Existem mais de 80 tipos de marketing, cada um com suas vantagens e desvantagens. 

De maneira muito resumida, podemos definir como marketing tudo o que fazemos para identificar (ou até gerar) uma necessidade/dor de um cliente e atendê-lo dando alternativas de como resolver determinado problema.

👉 um exemplo pra ilustrar: sabe quando estamos com aquela fome na estrada e vemos uma placa com um sanduíche bem bonito dizendo “Subway a 200 metros”? Essa é a relação de dor/satisfação que o marketing proporciona. Tínhamos uma necessidade e a publicidade nos ofereceu a solução para o nosso problema.⭐

Ainda existem outros casos em que a publicidade nos aponta uma necessidade que nem sabíamos que tínhamos. 

👉  Vamos supor que alguém esteja passando ali sem fome, mas, ao se deparar com a imagem bem atrativa do sanduíche, sentiu vontade de comê-lo. É provável que essa pessoa comece até a sentir uma sensação de fome e pare pra comprar o sanduíche.

(Não vai parar a leitura do artigo pra pedir um sanduíche, hein! 😂)

Já deu pra entender como a publicidade é importante para um negócio, não é? Esse exemplo que dei acima se refere ao mundo físico, mas o mesmo acontece no mundo digital. Por isso reforço o que sempre dizemos por aqui: esteja presente!

quero que minha empresa tenha presença online

Entendendo a importância do marketing, agora podemos partir para a definição de estratégias nas redes, antes de falarmos dos tipos de marketing! ⭐

3 estratégias fundamentais para o marketing das suas redes

defina os seus objetivos com a rede

É o primeiro passo! A maneira certa de medir o sucesso de uma ação de marketing é sabendo se você chegou onde esperava.

Você pode desejar:

  • aumentar o alcance da sua marca fazendo com que ela seja vista por mais gente
  • fechar vendas pela rede
  • aumentar o engajamento e a interação do público
  • gerar leads
  • fazer atendimentos e esclarecer dúvidas dos clientes
  • direcionar o público para uma outra página

Enfim, são muitos os possíveis objetivos. Você pode também querer alcançar todas essas metas com uma só rede, mas não aconselhamos! 

Lembre-se do que falamos no início, de que, quando não temos um foco bem definido, acabamos misturando todas as estratégias e não fazendo nenhuma delas 100% bem feita. 

Dica de social media! Escolha de 1 a 3 objetivos por rede pra que você consiga trabalhar em cima deles com excelência.

⭐ Em cada rede, você pode objetivar algo diferente. Ex: no WhatsApp, seu foco pode ser apenas o atendimento e esclarecimento de dúvidas aos clientes, enquanto no YouTube sua estratégia pode ser aumentar o alcance da marca, gerar leads e direcionar o público ao seu site, onde você finalmente fecha as vendas. 

conhecendo o fluxo do cliente para traçar uma estratégias de marketingdefina a sua persona

Nesse esquema a seguir, listei as principais informações de uma persona hipotética da 7mídias. Olha só:

estratégia de marketing, definição de uma persona

Quanto mais informações você tiver da sua persona, mais fácil será responder às seguintes perguntas que são muito importantes:

  • quais são as dores/necessidades do meu cliente?
  • como o meu produto pode ajudá-lo?
  • que linguagem usar com essa pessoa? (formal/ informal)
  • quais redes sociais ela costuma frequentar?
  • por qual formato de conteúdo mais se interessa? (artigos, vídeos, áudio)
  • qual horário que mais usa as redes sociais?

Essas informações irão te ajudar bastante no momento de traçar as suas estratégias!

defina em quais redes estará presente 

São muitas as opções e cada vez mais aumenta a frequência com que novas redes surgem, ficando quase impossível acompanhar este ritmo.

🤔 Mas eu devo estar presente em todas? Depende! Se você tiver ajuda de uma agência de marketing digital, ou se a sua empresa tiver uma boa estrutura interna de marketing, em quanto mais redes você puder estar, melhor. 

Mas, mais uma vez, é mais importante ter foco do que atacar em muitas frentes e não conseguir dar conta de manter todas elas com frequência e relevância.

Portanto, faça aquilo com o que você tem condições de se responsabilizar. É melhor ter 2 redes completinhas e em pleno funcionamento do que 5 sem atualização por longos períodos — isso passa uma imagem negativa ao público. 

👉 Pense quais redes são mais estratégicas pra você, estude o seu funcionamento e trabalhe nelas!

Saiba um pouco mais sobre cada uma delas!

Tendo em mente onde trabalhar, é a hora de pensar nas estratégias de marketing que vai utilizar. 

Separamos aqui 6 tipos que estão super em alta e podem ajudar bastante o seu negócio. 

5 tipos de marketing para o seu negócio

neuromarketing

Neuromarketing é uma área da ciência resultada da junção de neurologia + marketing. Por aí já dá pra perceber o quanto esse assunto é extenso e rico, não é? Mas vou trazer de uma forma resumida aqui.

Esse conceito foi criado por um cientista, Ale Smidts. Ele queria entender qual era a influência que determinadas ações de marketing geravam na mente e no comportamento do consumidor. 🧠

O Neuromarketing, portanto, busca entender quais são os principais fatores que influenciam em uma decisão de compra para traçar estratégias mais eficazes de venda.

Por ser um tema bem amplo, você com certeza já ouviu falar de alguns conceitos que fazem parte deste universo, quer ver?

Eu aposto que você já leu ou ouviu algo sobre a psicologia das cores e sobre os gatilhos mentais na hora da venda. Sim ou não? 😝

Pois bem, o Neuromarketing engloba essa estratégia e outras:

  • psicologia das cores: o entendimento de que as cores geram diferentes sensações em nossa mente e são capazes de influenciar comportamentos. Segundo estudos, o vermelho e o amarelo, por exemplo, são cores ligadas à fome e ao apetite — agora consegue entender o porquê das cores do Mc Donald’s?
  • storytelling: ao invés de propagandas objetivas e bem diretas sobre um produto, estudos apontam a eficácia de ativar o lado emocional do consumidor por meio de histórias e narrativas. Olha só esse exemplo fofo da Dove:

  • gatilhos mentais: palavras ou termos usados para despertar no cliente o senso de urgência ou necessidade da compra de um produto. Termos como “compre já”, “últimas vagas” ou recursos como depoimentos e feedbacks positivos, divulgação de pré-lançamentos, geram em nossa mente um desejo por adquirir um produto ou serviço de maneira mais rápida.
  • oferecer poucas opções: temos a sensação de que quanto mais opções trouxermos no nosso catálogo, melhor. Mas isso nem sempre se aplica. Estudos apontam que opções demais pode causar uma certa paralisia no consumidor que, por não saberem decidir, acaba deixando a compra pra uma outra hora. 
  • oferecer valor: antes de tentar vender, se mostre solícito a ajudar. Tire dúvidas, dê dicas, mesmo que elas tenham ou não relação com o seu produto. Isso gera confiança do público pela sua marca. Ah, e essa reciprocidade também é um gatilho mental! 😉

marketing de relacionamento

E falando em ser gentil e solícito, quem também vem com tudo nas redes sociais é o marketing de relacionamento. 

Essa estratégia foca na relação próxima com os clientes buscando a fidelização desse consumidor.

Esse tipo de marketing é bem-vindo em absolutamente todas as suas plataformas de interação. Aqui vão algumas dicas práticas pra isso:

1- crie postagens interativas

No caso do Instagram, Facebook e até Youtube, equilibre os seus conteúdos vez ou outra trazendo um conteúdo de interação, apenas para que as pessoas comentem e participem daquele movimento. 

Mas há espaço para interações até nas postagens mais sérias, nas suas legendas, termine sempre com uma pergunta que estimule o comentário do usuário. 

2 – interaja 

Se a sua empresa recebe poucas interações nos comentários, faça questão de responder todas! Muitas empresas apenas curtem, mas por experiência própria, é muito mais legal quando respondem o seu comentário, não é?

Interaja também em publicações de outras páginas que você segue! Isso ajuda a fazer o seu negócio ser visto por mais gente!

3 – tenha um espaço reservado para reclamações

Separe um número de WhatsApp ou enfatize o uso dos chats pra dúvidas e reclamações, não existe nada mais chato do que aquelas inúmeras reclamações nos comentários de um post. 🙄

Além de passar uma imagem negativa aos outros clientes, é mais difícil de estabelecer uma comunicação eficaz e resolver o problema. 

Já em uma conversa privada, você consegue entender o que aconteceu e dar as soluções com mais calma e atenção.

Mas o que fazer se eu receber um comentário negativo no meu post? 🤔 Seja rápido no retorno e responda de maneira leve e descontraída, assumindo o erro se for o caso e apontando uma solução sempre com muita gentileza! 💛

Lembre-se de que o marketing de relacionamento só funciona se o cliente estiver satisfeito! Se isso acontecer, além dele preferir a sua empresa na frente de outras, ele ainda pode te indicar para os amigos! 🤩

marketing institucional

Como o nome já sugere, essa estratégia de marketing tem como objetivo fortalecer e divulgar a imagem do seu negócio, mais do que o seu produto.

Uma ótima estratégia pra ser usada tanto no seu site, quanto nas redes sociais, principalmente no LinkedIn.

Para esse tipo de marketing, é imprescindível que você tenha muito bem definido os valores, a visão e a missão da sua empresa.

O seu site, por exemplo, deve ser totalmente baseado nesses pontos.

Já nas demais redes sociais, você pode unir esses conteúdos a outros que mostrem o dia a dia da empresa, as ações internas, a sua equipe e o que mais quiser mostrar! ⭐

Essas ações ajudam a sua empresa a estar sempre no top of mind (topo da mente) do público.

marketing de produto

Complementando o marketing institucional, é claro que nas suas redes sociais não podem deixar de lado o marketing dos produto, afinal é sobre eles que os clientes mais querem saber. 

Mas calma, este marketing é muito mais do que o nome diz!

Pense que você precisa fazer o lançamento de um produto. Você deve imaginar que isso exige bastante planejamento e preparo de uma comunicação consistente, não é? 

O marketing de produto pode ser um grande aliado! 

Ele te ajuda a desenvolver o posicionamento do produto no mercado, estabelecendo o seu diferencial entre os concorrentes e ainda te ajuda a definir internamente o posicionamento e o discurso da equipe sobre ele.

as etapas do marketing de produto

Ok, mas como aplico isso nas redes?

Todo lançamento merece uma atenção super especial, portanto, um espacinho nos nossos feeds e posts!

No Instagram você pode trabalhar isso de várias formas. Você pode fazer uma série de posts consecutivos no feed, criar uma bolinha de destaque para tal produto, trabalhar no reels e, por que não, fazer um filtro divertido nos stories pras pessoas compartilharem!?

No LinkedIn você pode contar um pouquinho do processo criativo, do treinamento da equipe e até das vantagens do novo produto.

Já no YouTube, vale tudo! Vídeo falando sobre a novidade, explicando como usar, vídeo mostrando como foi o processo interno de lançamento, enfim, há muitas abordagens possíveis.

E, não se esqueça, todas as pessoas que se interessam por um produto buscam informações mais completas sobre ele, portanto não esqueça de equipar o seu site.

Um banner bem bonito e um artigo no blog vão ajudar bastante, mas o ideal é que você crie uma Landing Page informativa e detalhada e, sobretudo, atrativa, que dê vontade de adquirir o seu produto na hora. 💛

Quero minha Landing Page

Mas não se esqueça, o mais importante no uso de todas as redes é a equipe estar bem alinhada quanto à comunicação, desde a pessoa que cria os posts até a que responde os comentários de dúvidas e interesse no produto. ⭐

O foco desse tipo de marketing é conectar os seus produtos às pessoas certas. 

marketing de conteúdo

Por último, esse que é bem famoso mas tem todo mundo entende de fato a sua importância, já que ele não costuma resultar em vendas imediatas.

O Marketing de Conteúdo acontece nos artigos de blog, nos posts informativos das redes sociais, nos e-books, podcasts e qualquer conteúdo informativo que você disponibiliza ao seu cliente.

O foco do marketing de conteúdo, mais do que necessariamente vender algo, é agregar valor. 

Mas por que usá-lo?

⭐ Te ajuda no alcance orgânico de novos leads

O marketing trabalhado no blog é uma ferramenta que atrai pessoas interessadas no seu conteúdo de maneira orgânica, ou seja, sem mídia paga. 

Imagine que alguém pesquisa no Google um tema da sua área, encontra o seu blog e gosta do conteúdo. Pronto, a sua empresa já ficou conhecida por mais um potencial cliente!

⭐ Fideliza e engaja os seus clientes atuais

Produzir conteúdos relevantes faz com que o seu público sempre deseje recebê-los.

Aos poucos você ganha a confiança e a fidelização deles e, com o tempo, eles poderão se tornar até defensores e divulgadores da marca para amigos e pessoas próximas. 

⭐ Ajuda a trabalhar a autoridade da sua marca

A partir do momento em que você escreve um conteúdo sobre determinado assunto e se posiciona como um conhecedor do tema, vai, aos poucos, passando a ser visto como uma referência na área.

Quer saber mais sobre o Marketing de Conteúdo? Veja neste artigo da 7mídias! 

aplicando o marketing nas redes sociais

Você vai ver como, com estratégia e planejamento, a sua rede social vai muito mais longe.

Gostou dessas dicas e já vai aplicar, ótimo! Não deixe de conferir o nosso Blog porque sempre trazemos conteúdos muito ricos para o melhor uso das redes.

Precisa de ajuda para trabalhar nas suas redes sociais? Estamos aqui pra isso!

Te ajudamos a achar a rede certa, qualificar os seus seguidores e a postar com frequência e relevância. Assim você se posiciona como uma marca diferenciada, profissional e que valha a pena ser seguida.

Quero que minhas redes decolem✈

Bem, costumávamos chamar nossos clientes para tomar um café na nossa salinha, mas com a pandemia, nosso café vai ter que ficar por vídeo chamada, pode ser? rs ☕

Não deixe de acompanhar nossas redes sociais!

Siga nosso Instagram

Um beijo e até a próxima,

Gabi

posts: como acertar nas postagens do LinkedIn

LinkedIn: a postagem certa para o público certo

By Redes sociais No Comments

E aí, pessoal? Prontos pra falar sobre a terceira rede social mais usada no Brasil? O LinkedIn tem uma proposta completamente diferente das outras redes, mas ganhou um espaço considerável nos nossos hábitos.

Como vimos no post sobre Redes Sociais, enquanto a maioria das mídias que utilizamos são de entretenimento ou relacionamento, o LinkedIn é uma rede profissional e, por ter uma proposta bem diferente das outras, tem as suas peculiaridades — vamos ver algumas delas aqui nesse post!

Pra começar, ele soma mais de 550 milhões de usuários em todo mundo, e o Brasil ocupa a terceira posição no ranking dos países que mais utilizam a rede. 

Como a gente sabe, o LinkedIn tem um grande potencial pra profissionais e empresas, por isso é importante saber usá-lo pra aproveitar todas as suas vantagens.

Vamos nessa?!

Por que preciso entender como funciona o algoritmo do LinkedIn?

Bem, são eles que regem todo o funcionamento da rede.

E já que nos propusemos a te ajudar a definir a postagem certa pro público certo, precisamos conversar sobre este assunto determinante nessa equação: os algoritmos, tão queridos e tão temidos ao mesmo tempo.

Já ouvimos muita coisa sobre como os algoritmos do Google, do Facebook e do Instagram funcionam.

Eles são muito úteis pra que os usuários tenham uma boa experiência na página, mas, quando não são bem aproveitados, podem fazer com que nossos posts tenham um desempenho ruim. Portanto, muita atenção a eles! 🔍

Saber usá-los nos ajuda a direcionar nossas postagens no caminho certo e, assim, ter mais sucesso com elas gerando engajamento no perfil, leads e — por que não? — clientes. 

É possível alcançar bons resultados mesmo sem investir dinheiro na página, mas pra isso precisamos entender os recursos básicos do LinkedIn e como ele funciona pra esse trabalho mais estratégico.

Do que nós precisamos?

  • Fazer com que os nossos posts tenham um bom alcance orgânico
  • Gerar engajamento na nossa página
  • Nos tornar uma fonte de conteúdo segura e confiável dentro do nosso nicho

Pra isso, precisamos, antes de mais nada, conhecer o algoritmo da rede e fazê-lo trabalhar ao nosso favor. 

Gif: Gato estudando estratégias para Linkedin
o algoritmo do LinkedIn

Pra cada usuário, o LinkedIn prioriza os conteúdos que são mais interessantes e mais recentes no feed.

📍 Só por aí já conseguimos perceber que conteúdo relevante e frequência são peças-chaves no nosso planejamento. 

Mas vamos seguindo porque falaremos disso mais pra frente aqui no post.

O LinkedIn considera 2 coisas na hora de ranquear os posts na linha do tempo do usuário:

☝ a reputação da página que criou o conteúdo e o engajamento dela
os assuntos que estão em alta no momento

Basicamente, o LinkedIn filtra o post em 4 etapas:

filtragem de posts no linkedin: 1. qualidade do post/ 2. engajamento/ 3. é relevante?/ 4. time de revisores1. Qualidade

É spam, é de baixa qualidade ou é um bom conteúdo?

A fase 1 do nosso desafio é feita por um robozinho que analisa postagem a postagem 🤖 e define se esse conteúdo será barrado ou seguirá adiante.

Veja como ele faz a classificação:

🙁  Spam: anúncios de produtos não relevantes ao público, posts que tenham interesse monetário, publicações feitas pra ganhar visibilidade sem um conteúdo interessante, posts que solicitam informações pessoais ou dinheiro e posts com links suspeitos.

😐  Baixa qualidade: conteúdos que não são relevantes, mas que ao mesmo tempo não são considerados spam. Esses conteúdos não são barrados e permanecem na jornada pras próximas fases do filtro. 

😊  Bom conteúdo: onde sempre queremos estar! Finalmente, são os posts relevantes e interessantes pro seu nicho.

2. Análise do engajamento

Passada a primeira fase, o algoritmo vai examinar como o post se saiu com o público alcançado: quantos comentários, curtidas e compartilhamentos gerou e como o público reagiu.

#Dica7mídias: Se a sua página ainda não tem um bom engajamento, tente expandir o número de conexões e peça aos seus amigos próximos interagirem com as suas postagens. Isso será de grande ajuda pra que o seu post tenha mais visibilidade! ⭐

Uma boa forma de gerar engajamento é adicionar CTAs (call to action ou chamada para ação) nas publicações. A razão é simples: quanto mais e quanto mais rápido as pessoas interagirem, melhor desempenho terá o post.

3. Foi um post interessante?

À medida que o público interage, o algoritmo filtra se aquele conteúdo deve ou não continuar aparecendo no feed dos usuários. 

É a hora da verdade: se tiver um bom engajamento, bora adiante, se não, nadamos e morremos na praia. 😞

O objetivo dessa etapa é prosseguir com o que for relevante e evitar dar visibilidade a páginas e publicações de spam.

Mas, se a sua página ainda tem um engajamento baixinho, não desanima, não! Daqui a pouco vamos dar algumas dicas pra melhorar o seu desempenho (vou aproveitar e já adiantar uma aqui!):

👉  Siga influenciadores, hashtags e crie conexões com pessoas e grupos do seu nicho, porque é mais provável que eles se interessem pelo seu conteúdo. 

O que acontece é que esse algoritmo mede o interesse do usuário pelas publicações, portanto, a boa é procurar nosso nicho e nos conectar!

4. Time de revisores

A quarta e última etapa é feita por humanos (sim, humanos! 🙅‍♀ 🙆‍♀)), e é a etapa que toda página deve sonhar em alcançar, mas é claro que nem todos os posts chegam lá.  

O time de revisores recebe apenas aquelas publicações que tiveram destaque e se saíram muito bem nas três primeiras etapas dessa jornada. Chegar até aqui é sinal de que você mandou muito bem!

Nesta última etapa os revisores classificam a relevância do post levando em consideração se aquele conteúdo é relevante de acordo com o interesse básico de todo e qualquer usuário da rede: o mundo profissional.

Se este post for importante pros profissionais, então ele vai continuar sendo visto!

É por isso que, diferente das outras redes sociais, no LinkedIn, às vezes vemos publicações de semanas atrás. Isso acontece porque provavelmente esse post mandou super nas filtragens que acabamos de falar aqui.

Legal, até aqui esse artigo abriu nossos olhos e provavelmente já nos fez entender onde estamos errando, mas vamos às soluções práticas?

Como planejar o meu LinkedIn?

Uma pequena pausa: pegue um papel e uma caneta pra anotar essas dicas e os insights que tiver. 📝

Anote todas as ideias que vierem na cabeça. Mais do que uma receita de bolo, o sucesso nas redes sociais deve ser adquirido por meio da experiência de cada usuário.

📍 O que acontece é que cada nicho se comporta de uma maneira e, por isso, o que é interessante pra um pode não ser relevante aos outros.

Vou listar aqui embaixo algumas regrinhas práticas que, quando aplicadas em conjunto, podem fazer a sua página crescer sem que você precise de qualquer investimento financeiro.

E fique à vontade pra acrescentar seus insights e usar a criatividade pra planejar a sua página. 💪

Lembre-se que, antes de definir o melhor caminho, sempre precisamos fazer testes! 

Então Voilà! 

1. que conteúdo postar no LinkedIn?

Antes de mais nada, aconselho que você leia o nosso post sobre conteúdo. 💡

👉  Nele falamos sobre a importância desse tema e compartilhamos alguns insights pra trazer bons resultados à sua marca.

Mas, se existe uma premissa pra alinhar qualquer estratégia pro LinkedIn, ela é: fale sobre o mundo dos negócios. Esse é o conteúdo pro qual os algoritmos da rede dão prioridade.

Portanto, procure sempre agregar valor ao seu público contribuindo pro seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Ofereça o que o seu público deseja (aqui entram as suas ideias, caro leitor!)

Poste dicas, conselhos profissionais, dê insights sobre o seu setor. Essa é a hora de se posicionar como referência no nicho, mas sem querer ser o dono da razão, hein! 🤓

2. fale sobre a sua empresa

Não há plataforma melhor que o LinkedIn pra falar sobre empresa, certo?

Esse é um dos conteúdos que mais geram interesse do público. 

Expressar a cultura e os valores da sua empresa, assim como os bastidores e o dia a dia são pautas que geralmente engajam porque tornam o seu feed mais humano.

No LinkedIn há espaço pra compartilhar experiências, conquistas e também pra motivar seus leitores. Só atente pra que esses conteúdos sejam relevantes e estejam adequados tanto ao tom da marca quanto ao da rede social.

Equilíbrio é tudo! ⚖

3. construa uma audiência coerente

Como vimos há pouco, nos filtros que o algoritmo do LinkedIn aplica nos posts, o interesse das pessoas pelos conteúdos faz toda a diferença no sucesso deles.

No caso de páginas de empresas, muitas vezes convidamos as nossas próprias conexões pra curtir o perfil e, com isso, o público acaba ficando meio bagunçado e até fora do nicho.

De nada adianta ter um grande público se ele não se interessa pelo conteúdo da sua página. Isso possivelmente não vai gerar engajamento, já que as suas publicações não serão relevantes a ele.

Por isso, tente construir uma audiência grande, mas qualificada. Que reúna o que chamamos de leads, ou seja, potenciais clientes.

Pra isso, defina as estratégias que podem gerar mais seguidores:

🧐  Fique de olho nas hashtags interessantes pra você.

💻  Divulgue seu perfil em outras páginas (blogs, sites e outras mídias).

💬  @mencione empresas maiores e influencers que admira — são os considerados Top Voices do LinkedIn, usuários confiáveis que escrevem conteúdos comumente aprovados pelo time revisores da plataforma.

Essas são algumas formas de encontrar conexões que se interessem pelo seu nicho. Outra maneira de fazer isso é deixar o seu perfil bem completinho, pronto pra informar tudo o que um visitante possa querer saber.

👉  leia mais sobre isso no nosso post sobre marketing pessoal no LinkedIn.

4. frequência e engajamento

Por último, mas não menos importante (aliás, muito importante!), estão a frequência e o engajamento.

O ideal é que o engajamento ocorra de forma orgânica, isto é, naturalmente. Com conteúdos bons e relevantes, você pode conseguir curtidas, comentários e compartilhamentos sem esforço.

👉  Mas, como não custa nada dar aquela forcinha, estimule o engajamento das suas publicações convocando seus amigos próximos e funcionários pra uma missão boom. 💥

A partir do momento que o post é publicado, quanto mais rápido ele tiver reações, mais bem-sucedido ele será, por isso também vale atentar pros melhores dias e horários pra postar.

Segundo pesquisa do Hubspot, os melhores horários pra postar são de terça a quinta-feira das 7h às 8h e das 17h às 18h. Só atenção: isso pode ser relativo por diversos fatores, então o ideal é fazer seus próprios testes.

Mas um fato super importante sobre o LinkedIn é que ele favorece perfis atualizados e ativos, portanto, marque presença na rede. 😉

Cachorro mexendo no computador. Esteja online no linkedin

5. não se esqueça do seo no LinkedIn

Ah, e claro, não deixe de lado o nosso bom e velho amigo. As técnicas de SEO continuam sendo muito importantes nessa plataforma.

O LinkedIn também tem seu mecanismo de busca que pode ajudar (ou atrapalhar) seus posts a alcançar muito mais pessoas — e pessoas qualificadas. 

Então, na hora de criar um post, pesquise pelas palavras-chaves certas e as aplique no seu texto (isso também vale pra descrição do seu perfil! 🤓).

Use também as palavras-chaves como hashtags: elas vão facilitar que seu conteúdo seja encontrado quando alguém pesquisar por determinado assunto.

👉  Tente adicionar no máximo duas ou três hashtags pra evitar que o seu post seja considerado spam.

Alcançando mais pessoas, aumentam as chances de as suas publicações serem curtidas e compartilhadas! 💡

traçando as melhores estratégias pro LinkedIn

Essas foram só algumas dicas pra te ajudar a ter um bom resultado na rede, mas, antes de tudo, uma coisa que sempre ressaltamos aos nossos clientes é que o marketing digital não acontece do dia pra noite.

Por isso, não adianta aplicar essas práticas e esperar resultados imediatos porque a chance de você se frustrar é grande — e quase 100%!

O marketing digital feito de forma orgânica é um trabalho de formiguinha que acontece aos poucos e que, apesar de não trazer resultados tão rápidos quanto a mídia paga, gera resultados enormes pra sua marca. Por isso, vale a pena investir! 💪

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado você a entender um pouco mais sobre essa rede diferentona, mas muito importante!

Se quiser acessar mais conteúdos sobre ela, leia também no nosso blog:

fale com a gente!

Conte sempre com a 7mídias pra planejar conteúdos pra que as suas redes sociais sejam lindas e relevantes.

Temos uma equipe engajada e super capacitada em gerar resultados, peça um orçamento!

orce com a 7!

Ah, e não deixe de seguir as nossas redes sociais:

Até a próxima, pessoal! 🌻

truques do instagram: dicas para um bom desempenho

Truques pra Instagram: 5 dicas pra melhorar seu desempenho

By Redes sociais No Comments

Como toda boa rede social, o Instagram também tem seus truques! 

E, se você está aqui, é porque quer entender um pouco melhor sobre como ter um bom desempenho com o seu perfil, né?

Então você veio ao lugar certo: somos uma agência de marketing digital especializada em fazer as suas redes sociais terem um bom resultado. ⭐

Como estamos mergulhados nesse universo e sempre descobrindo coisas novas sobre as redes, decidimos dividir com vocês alguns truques bem úteis pro seu perfil no Instagram.

São cuidados que fazem toooda a diferença no resultado.

Você vai aprender: 

  • A melhor forma de salvar a imagem para não comprometer a qualidade do post
  • Dicas gerais sobre stories
  • O bom uso das hashtags
  • Como organizar o visual do feed
  • Truques pra mandar bem nas legendas

Se interessou? Então vem com a gente!

truques: qualidade é tudo, amigos!

Antes de mais nada, precisamos deixar claro aqui que de nada adianta um feed maravilhoso se no fim as postagens vão sair com o texto borrado e a qualidade ruim. 😥

Mas, infelizmente, esse é um problema pelo qual todos nós acabamos passando.

O que acontece é que o Instagram recebe milhões de fotos por dia pra renderizar, tratar e armazenar no seu sistema sem que isso afete no bom uso do aplicativo. 

Sabemos bem o quanto as imagens ocupam espaço na memória dos nossos computadores e celulares! Agora imagine isso multiplicado por milhões todos os dias. 😱

Então, o Instagram arrumou uma solução pra que elas ocupem o menor espaço possível no servidor: eles utilizam algoritmos pra comprimir e diminuir um pouquinho resolução dessas imagens pra fiquem mais leves. 

Tudo o que nós precisamos fazer é ajudar esse algoritmo a trabalhar! ⭐

Infelizmente, postar uma foto com uma resolução incrível não resolve os nossos problemas, até porque, quanto maior for a resolução da sua imagem, mais bruta será a compressão que a plataforma irá aplicar para deixá-la mais leve.

então, como fazer?

Sempre que puder, opte por usar imagens no formato .png, já elas costumam ter melhor desempenho do que no formato .jpg. 

No caso de fotos que precisam de tratamento, prefira os programa de edição pelo computador, como o Adobe Lightroom, por exemplo, e opte pelas configurações em que a imagem seja salva com a qualidade 75. 

Especialistas já fizeram vários testes e comprovaram que salvar uma imagem em torno de 75 de qualidade é praticamente a mesma coisa do que salvá-la em qualidade 100, a única diferença é que o arquivo fica até 5 vezes mais leve. 🧐

bob esponja levantando peso, truques para deixar a imagem mais leve

#Dica7mídias:

Se for o caso de você precisar trabalhar essa imagem pelo celular, o Adobe Lightroom é um aplicativo profissional que está disponível gratuitamente tanto pra Android quanto pra iOS! 😉

Só evite que essas imagens passem por muitos aplicativos no seu Smartphone. Cada vez isso acontece, elas são mais comprimidas e perdem ainda mais qualidade.

Ah, e em hipótese nenhuma encaminhe fotos e vídeos pelo WhatsApp pra serem publicados posteriormente. Esse aplicativo reduz —  e muito — a resolução da imagem.

truques: o tamanho certo para cada imagem no instagram. Perfil: 720px x 720px, Feed quadrada: 1080px x 1080px, Feed horizontal: 1080px x 566px, feed vertical: 1080px x 1350. Stories: 1080px x 1920px

No momento da postagem, faça isso de preferência através de uma rede Wi-Fi. Quando postamos através das redes 3G e 4G, por não terem uma boa conexão aqui no Brasil, o Instagram acaba aplicando uma compressão muito forte nas imagens para que não demorem a ser postadas.

No mais, um bom jeito de garantir que a sua imagem tenha uma boa qualidade é utilizar a câmera do próprio app, já padronizada nas configurações ideais. Isso funciona tanto para imagens de feed, quanto para os stories, nosso próximo tópico. 👇

truques: aposte nos stories

Uma forma fácil de aproximar o seu público. 😍

Os stories são aquelas imagens que postamos e que somem 24h depois. É um canal onde podemos mostrar o nosso dia a dia de uma forma divertida e sem afetar o planejamento do feed.

O Instagram Stories é um lugar de bastidores, onde as pessoas expõem suas rotinas, falam sobre como se sentem, fazem brincadeiras e interagem umas com as outras. 

A ferramenta é ainda mais interativa por disponibilizar uma série de stickers e outras possibilidades de interação, como enquetes, quizzes, perguntas e respostas.

Tenha em mente que o story é uma maneira criativa de apresentar a sua empresa! Então confira alguns truques:

1- Mostre momentos do seu dia sem filtros

Um estudo encomendado pelo Facebook mostrou que as pessoas se mostravam mais dispostas a visualizar os stories que continham conteúdos ao vivo e sem filtro.

2- Compartilhe depoimentos de clientes

Phillip Kotler, conhecido como o Pai do Marketing, já dizia que “a melhor propaganda é feita por clientes satisfeitos”, então por que não aproveitar esse canal para divulgar seus feedbacks positivos? 

3 – Conte histórias

Nada melhor pra prender a nossa atenção do que uma boa história.

Conte de forma divertida como você começou, qual a sua missão, os desafios que precisou superar ou um caso curioso que mostre a personalidade do negócio. 

4 – Apresente seus produtos e serviços.

No estudo encomendado pelo Facebook, a metade dos entrevistados disse que procurou um produto ou serviço nos sites depois de ver um story. Opa! Taí um bom canal para apresentar seus produtos, lançar novidades e anunciar promos. 🚨

5 – Compartilhe tutoriais

É uma boa forma de conversar com potenciais clientes e ainda destacar sua especialização no setor.

Como falamos no post anterior sobre conteúdo, se comportar nas redes sociais como um especialista no nicho te ajuda a passar mais confiança ao público, aos poucos ele irá tê-lo como referência na área.

Barack Obama fazendo uma selfie

No caso de vídeos para stories, a melhor forma de gravá-los é dentro da própria plataforma. 

Primeiro pra garantir a qualidade da imagem, como já falamos no primeiro truque, e depois porque, quando gravamos fora da plataforma, podemos encontrar problemas no upload.

Em alguns casos de upload de vídeo da galeria para os stories, o Instagram acaba cortando o finalzinho do vídeo sem que a gente perceba, portanto, fique ligado. 🧐

👉 No mais, galera, abusem e usem da criatividade!

Existem muitas formas de interagir com os seus seguidores pelos stories, são milhares de gifs, stickers e emojis a nossa disposição.

Ah, e pra gente finalizar essa sessão, um último truque que pode ser interessante: use a localização nos seus stories. Fazendo isso existe a possibilidade de você aparecer também nos stories locais para as pessoas próximas que não te seguem.

E, como sabemos, quanto mais visibilidade tivermos, melhor! 😎

Bora pro próximo?

Truques: #hashtags

Todo mundo usa, mas, afinal, para quê servem? 

A principal função das tags é separar os conteúdos da web por categorias.

Esses símbolos tão famosos costumam ser banalizados pelo mau uso, mas quando usados estrategicamente são muito úteis para dar mais visibilidade ao post.

Segundo a RockContent, as hashtags podem aumentar o engajamento de uma publicação em até 12,6%. 🧐

Elas permitem que os usuários pesquisem e descubram posts de um determinado assunto.

No Instagram podemos utilizar até 30 hashtags por post, mas não são necessárias tantas, use apenas o essencial. 

Usar muitas hashtags, além de tornar a publicação cansativa, pode fazer com que as pessoas achem que você está desesperado por seguidores — o que não é legal –, ou até que te vejam como um spammer, portanto, segura aí. 

Além disso, usar tantas hashtags pode acabar fazendo com que você se desvie do assunto. Nas hashtags pense no que quer dizer com as imagens que está compartilhando. 

#Dica7mídias:

Um bom truque, se você tem um perfil comercial, é criar uma hashtag com o nome da sua empresa. Dessa forma, quando uma pessoa procurar por ela na rede, encontrará suas postagens. 

E mais uma coisa: a gente sabe que usar termos em inglês pode parecer muito mais cool, mas, dependendo da sua postagem, não é nada estratégico, a menos que ela realmente tenha potencial para ser veiculada internacionalmente. Pense nisso! 💡

mas quantas hashtags usar?

Segundo estudo da SocialFresh, é recomendado usar no máximo 10 hashtags por postagem. Se a sua empresa tem menos de mil seguidores na rede, uma outra pesquisa da TrackMaven recomenda somente de 4 e 5 hashtags.

Truques: Como organizar o visual do feed

Nada como um feed organizadinho que dê gosto de ver, não é?

Postar fotos aleatórias que não tenham coesão entre si não faz muito sentido quando olhamos para o feed completo.

Esse é um detalhe importante tanto pra perfis pessoais, quanto — e  principalmente — pra perfis corporativos.

Lembre-se que a conta do Instagram de uma empresa é uma parte importante dela porque funciona como uma vitrine para mostrar às pessoas quem ela é.

O ideal é que, quando alguém entre no seu perfil, veja posts harmônicos e se sinta confortável por estar lá.

O feed tanto pode ajudar o seu potencial cliente a fechar um negócio quanto pode fazê-lo desistir. Portanto, capriche! 😉

👉  Quem nunca ouviu o famoso: “completando a fileirinha”? 🤭

Pois é, pense sempre estrategicamente no seu feed e complete a fileirinha! Mas pra isso, é claro, também têm truques!

apps de organização

Sabia da existência deles? Pois bem, existem apps que nos ajudam nesse processo e são maneiras simples de organizar nossas fotos de modo que fiquem mais harmônicas quando vistas em conjunto. 

Por isso, aqui vão dois apps que podem te ajudar:

  • Unum

App básico e grátis disponível para Android e iOS. 

Ele simula os espaços do perfil pra que você inclua as suas fotos e veja como ficaria no feed. 

Dele mesmo você pode postar as fotos e ainda ver as estatísticas do seu perfil.

  • Preview

Um pouco mais completo que o anterior e também disponível para Android e iOS. 

Além dos recursos que o Unum disponibiliza, o Preview também disponibiliza alguns filtros do Instagram e permite o repost de fotos. 

Outros recursos interessantes do app são a possibilidade de agendar posts e de permitir que outras pessoas da sua equipe o acessem sua conta sem precisar compartilhar a senha com elas.

A única limitação é que esse é um app pago, portanto apenas algumas dessas funções estão disponíveis na versão gratuita. De todo modo, vale a pena conferir! 

outros truques para planejar:

Outra forma de garantir que o seu feed ficará harmônico é trabalhar com ferramentas que te permitam criar o seu próprio layout, como o Photoshop, por exemplo.

Existem diversas formas de compor um feed em que as peças conversem entre si.

Olha só esses exemplos:

Quer ter um feed lindo assim? Fala com a gente

Enfim, são muitas possibilidades, mas lembre-se sempre que um bom feed deve estar aliado à boas legendas (nosso próximo tópico!)

Truques: Capriche nas legendas!

Nunca subestime o poder das legendas! Elas, quando bem feitas, podem envolver, inspirar, motivar o leitor a interagir com suas postagens e até consumir seu produto/ serviço.

Nas legendas você pode contar uma história, descrever um produto, fazer tutoriais, enfim, você deve explorar o máximo de possibilidades pra deixar o seu feed mais interativo e dinâmico.

 👉  Mas nunca se esqueça: mantenha um tom consistente!

As legendas do seu perfil devem sempre refletir a sua personalidade.

Menina colocando óculos escuro

Quer saber como construir boas legendas em vias práticas? Aqui vão alguns truques:

1- Conte uma história 

O que você fez pra chegar até aqui, ou quem sabe a história de um produto ou serviço ou histórias com clientes. Quem não ama uma boa história inspiradora? 😢

2 – Seja breve

As pessoas estão cada vez mais ansiosas, ou seja, é cada vez mais difícil captar a atenção do público. Portanto, principalmente se for um comunicado importante que precisa ser lido, coloque-o no início da legenda.

3 – Pense em uma frase chamativa pro início

Como no tópico anterior, reforçamos, são milhares de fotos por dia passando na nossa timeline e poucos segundos pra você captar a atenção do seu leitor (e fazer ele se interessar pelo post!) Escreva uma frase chamativa que possa ser inteiramente lida em 125 caracteres sem que as pessoas precisem clicar em “mais” para ler o restante.

4 – Use emojis

Eles deixam o texto mais leve e ajudam na dinâmica da leitura por serem visualmente agradáveis. Mas não exagere!

5 – Faça perguntas

Isso estimula o público a comentar no seu post e gera engajamento! 🌟

6 – Chame seu público pra ações

Outra bela forma de gerar engajamento! Quem nunca marcou um amigo em publicações como “marque um amigo que faria isso com você”? Parece bobagem, mas é um bom truque pra trazer mais visualizações a sua página! 😉

siga esses truques e mande bem no Instagram

Bom, essas são só algumas dicas que podem ajudar a melhorar o desempenho da sua página.

Aqui na 7mídias estamos sempre estudando novas formas de fazer com que os nossos clientes tenham um feed lindo e que dê resultados. 

Cuidamos de tudo, do início ao fim, para que você tenha uma página profissional sem precisar se preocupar com nada!

quero entrar pro time!

Oferecemos um serviço personalizado que reflita exatamente o que a sua marca é, tudo isso em um atendimento super atencioso da nossa equipe! 💛

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado você! Caso tenha alguma dúvida ou sugestão:

escreve pra gente!


Quer mais conteúdo legal assim? siga nossas redes sociais e fique sempre de olho no nosso blog! (:

Até a próxima, pessoal! 🌻

ideias: a sua empresa precisa estar em todas as redes sociais?

Redes Sociais: a sua empresa precisa estar em todas?

By Redes sociais No Comments

Vamos falar sobre redes sociais?!

Esse é um assunto muito relevante, mas que ainda precisa de muitos esclarecimentos!

👉  Você já parou pra pensar que a sua empresa pode não estar tendo bons resultados na internet, não por estar errando no conteúdo, mas estar investindo na rede social errada?

expressão: será?

Pois é! Nem sempre estar online na rede social mais badalada do momento é sinônimo de sucesso. Isso porque cada empresa tem as suas peculiaridades e o que funciona pra uma não necessariamente irá funcionar pra outra. 

Precisamos ser um pouco mais estratégicos levando em consideração o que somos, o que vendemos e pra quem vendemos — e esse último tópico talvez seja o mais importante!

É claro que estar online e visível é sempre bom, mas o mais importante é estarmos onde o nosso público está!

Vamos entender um pouco mais sobre isso? 

Estão prontos pra mais um tantão de conteúdo legal pra sua empresa? Vem com a gente!

os tipos de redes sociais

Antes de tudo, vamos começar fazendo uma divisão super importante. Você conhece os diferentes tipos de redes sociais que existem?

Bem, diferente do que muitas pessoas pensam, o mundo não se resume somente a Facebook, WhatsApp, Youtube e Instagram.

Existem mu[…]uitas outras redes sociais com os mais diversos fins! Tudo o que a gente precisa é conhecer cada uma delas para saber onde a nossa empresa se sairá melhor.

Podemos dividi-las em 4 tipos: as redes sociais de relacionamento, as de entretenimento, as profissionais e as redes sociais de nicho. 💡

redes sociais de relacionamento

São as mais utilizadas! 🧐

Como o próprio nome já diz, são as que têm como principal objetivo aproximar as pessoas e estreitar os laços entre elas. 

nº 1 do mundo! O Facebook ainda é a rede social mais usada para isso, com mais de 2 bilhões de usuários ativos por mês.

redes sociais de entretenimento

Essas já são mais voltadas pra divulgação de conteúdos — mas isso não significa que elas não possam também gerar relacionamento. 

O grande exemplo que nós temos é o YouTube. Lá encontramos vídeos dos mais diversos gêneros, e nesses vídeos podemos acessar comentários de pessoas com interesses parecidos com os nossos, interagir com elas e, com isso, gerar relacionamento.

redes sociais profissionais

Em poucas palavras, ambientes voltados pra empresas e profissionais falarem sobre o seu trabalho. 

Eu aposto que você lembrou do LinkedIn, não é? E acertou!

Essa é uma rede pra disponibilizar currículos, vagas de emprego, publicar artigos e novidades da área. Enfim, cuidar da vida profissional.

Mas, observe, isso não exclui o relacionamento entre as pessoas e muito menos a produção de conteúdo.

redes sociais de nicho

Essas são as redes que abordam um assunto específico e reúnem pessoas que se interessam pelo tema. 

Bons exemplos são redes como o TripAdvisor, sobre viagens, ou o Pip, sobre culinária.

São redes segmentadas que abordam um tema interessante a determinado público e que, portanto, podem não ter o mesmo contingente de pessoas como o Facebook, por exemplo, mas com certeza reúnem o seu público-alvo. 💡

a sua empresa está nas redes sociais certas?

👉  Que a presença online da minha empresa é importante todo mundo já sabe, mas qual rede social é mais interessante pro meu negócio? Devo investir em todas? 

Não!

rodo com cara triste

Primeiro você deve optar por aquela que seja mais relevante pro seu negócio. Ela será o seu carro-chefe.

Depois, escolha uma ou duas redes secundárias que também sejam importantes pra sua empresa.

É claro que, quanto mais redes você tiver, maior é a chance de ser notado pelo público, mas tenha em vista a realidade da sua empresa, cuidando pra nunca dar um passo maior do que as pernas.

Lembre-se de que você deverá alimentar todas elas com conteúdos coerentes e relevantes — como vimos no post anterior sobre conteúdo!

(🤫  Mas a gente pode te ajudar com isso, saiba como!)

Portanto, quanto mais redes tiver que cuidar, mais difícil será de fazer um bom trabalho em todas.

Então, em qual investir?

conhecendo melhor algumas delas

Antes de escolher uma, é importante que você conheça minimamente as mais interessantes. 

Então vamos a um pequeno tour pelas principais redes sociais, entendendo melhor os pontos fortes e fracos de cada uma.

Redes sociais: facebook

Facebook

Vamos começar com o bom e velho Facebook que, como já falamos aqui, ainda é a maior rede do mundo com mais de 2 bilhões de usuários ativos. 

Um dos principais pontos positivos da rede, com certeza, é ter mais de dois milhões de usuários. Pra nós, empresas, isso é sinônimo de visibilidade. 🌟

Mas esse mesmo fator acaba gerando um efeito negativo na rede: a concorrência por atenção. Ao mesmo tempo em que a maioria das pessoas está conectadas, quase todas as empresas também estão.

Mas nada que um bom conteúdo relevante e inovador não ajude, não é?

E a 7mídias está aqui pra isso!

Além disso, o Facebook pode ser uma boa escolha pra sua empresa porque reúne muitos compradores nos famosos grupos de venda — é sempre bom ficar de olho neles.

A plataforma ainda tem integrações interessantes pra páginas de empresas. Você pode vincular um outro canal de comunicação por um botão na página ou disponibilizar ali mesmo o seu catálogo de produtos.

Dali o seu cliente pode também baixar o seu aplicativo e até mesmo realizar uma compra. 

Ah, e sem falar dos algoritmos que aproximam perfis e páginas que se interessam por determinado tema. Uma ótima chance de dar match! 💜

Pra fechar, reúne um Gerenciador de anúncios bastante completo que permite campanhas geolocalizadas ali dentro e mesmo no próprio Instagram — nosso próximo assunto aqui no post 🙂

 

Redes sociais: Instagram

Instagram

Não poderíamos deixar de lado essa rede social que tem crescido muito nos últimos anos. O Instagram tem investido bastante em melhorar a experiência do usuário.

É a maior rede com foco no conteúdo visual — e sabemos o quanto as imagens têm poder de atrair os olhares e a atenção. Por isso, é uma rede que pode ser bem interessante pra determinadas empresas. 

São mais de 800 milhões de usuários nessa rede que, atualmente, é a que mais engaja. Mas, assim como o Facebook, um dos problemas é a concorrência. 

Por receberem tantas pessoas e empresas, é super importante que o seu conteúdo se destaque dos demais. 

 👉  Leia mais sobre isso no nosso último post: conteúdo, a peça chave do seu instagram

O Instagram também conta com algoritmos que fazem com que o usuário encontre o que mais deseja em primeiro lugar, ou seja, seus amigos mais próximos e suas empresas preferidas.

Pelo crescente número de empresas na rede, o Instagram vêm desenvolvendo muitas ferramentas úteis para facilitar o engajamento, a visibilidade e a venda.

Tanto que até desenvolveu uma vertente totalmente voltada para os negócios, o Instagram for Business!

Mas se engana quem pensa que o Instagram é super necessário pra todos. Imagina só se você não vende um produto que te permita um visual bacana? Entrar em uma rede social que prioriza o conteúdo visual talvez não seja a melhor opção, né?

Então é válido buscar outras alternativas. Vamos à próxima!

Redes sociais: Youtube

YouTube

Chegou a hora de falar da segunda rede social mais usada no mundo! E a primeira mais usada no Brasil (sim, o YouTube já ultrapassou o Facebook aqui).

São mais de 1,3 bilhões de usuários e mais de 5 bilhões de vídeos assistidos diariamente no YoutTbe.

E, ao que tudo indica, esses números continuarão crescendo nos próximos anos. 

É só olharmos para os influenciadores digitais pra entendermos a força que essa rede tem. Existem pessoas que vivem dos lucros gerados pelos seus vídeos na rede.

uhmm, e ainda por cima é uma forma de aumentar a sua receita!

reação: interessante

A plataforma permite que você tenha um canal, obtenha seguidores e que eles recebam uma notificação toda vez que você publicar um conteúdo.

Uma das grandes vantagens da rede é que ela te ajuda a se tornar uma autoridade em determinado assunto. Por isso, é tão utilizada pelas empresas para gravar séries de conteúdo sobre o seu nicho.

Se as pessoas gostarem do conteúdo, toda vez que quiserem saber algo sobre o tema, vão visitar o seu canal. 🌟

Além do que, os conteúdos audiovisuais são muito mais poderosos do que textos e imagens!

Fica a dica! 😉

Redes sociais: Twitter

Twitter

Poderíamos dizer que o Twitter é uma rede social de posicionamento.

Apesar de apresentar certo declínio ultimamente, a rede tem mais de 300 milhões de usuários. 

O Twitter é muito frequentemente é usado como palco de debates políticos, mas também é um canal para compartilhar rotinas, opiniões e tem bastante espaço para humor.

👉  Mas onde a minha empresa se encaixa nisso? 🤔

Bem, como dissemos, é uma rede social de posicionamento, útil principalmente para grandes empresas expressarem suas posições em assuntos polêmicos — e, acredite, isso é muito importante! 

Além disso, é um canal onde sua empresa pode conhecer mais de perto o seu público e a sua rotina, entendendo o que é relevante para eles.

Ah, essa é uma das redes sociais que também tem se esforçado para melhorar a experiência das empresas no uso da plataforma. Conheça mais sobre o Twitter for Business.

Redes sociais: LinkedIn

LinkedIn

É uma das redes sociais mais completas para falar sobre o mundo dos negócios.

Originalmente foi criado para divulgação de currículos profissionais e conexão com empresas, mas hoje o LinkedIn já é usado por muitas empresas até para alavancar as vendas!

É uma boa ferramenta principalmente se a sua empresa tem o formato B2B — Business to business —, já que lá você vai estar onde as empresas estão.

O problema dessa rede é que ela tem muitas peculiaridades de uso que podem comprometer a visibilidade do perfil quando usadas incorretamente.

Sobre isso, aqui mesmo no Blog você encontra um artigo com muitos insights e truques sobre o LinkedIn. Leia aqui! 😉

Redes sociais: WhatsApp

WhatsApp

E porque não falar do nosso querido WhatsApp? Aquele que está na mão de todos nós durante várias horas do dia?

Podemos dizer que o WhatsApp, pelo seu caráter pessoal, tem um grande poder de aproximar o seu cliente da sua empresa. 

Outra grande vantagem é a praticidade: é um canal muito simples de comunicação entre vendedor e comprador. 

Pode ser útil para transmitir informações pontuais e importantes, mas precisamos ter cuidado pra não ser inconvenientes.

redes sociais: menino usando o celular

Lembre-se de que ela é uma rede muito pessoal, portanto muito cuidado com as transmissões contínuas! Assim como nas outras redes sociais o seu cliente poderia deixar de te seguir, no WhatsApp ele pode bloquear o seu contato pra deixar de receber suas mensagens.

O ideal é que o WhatsApp seja um canal para o seu cliente te encontrar, por isso, é importante combiná-lo com outras redes, como o Facebook, por exemplo.

E ficou ainda mais fácil trabalhar pela rede depois que a empresa lançou o WhatsApp Business

Um aplicativo que te permite, além de conversar com os clientes, disponibilizar o seu catálogo, conferir as estatísticas do seu negócio, criar mensagens automáticas.

É bem útil principalmente para pequenos comerciantes. 😉

Site

Redes sociais: site da 7mídias

Por último, todas essas redes sociais acabam precisando desembocar em algum lugar, né? 🤭

Então cá estamos no site, que não é beem uma rede social, mas é uma das mais excelentes formas de comunicação. 

O site é o lugar de reafirmar tudo o que você falou sobre a sua empresa nas outras redes sociais — além de ser seu, ou seja, independer das políticas de privacidade e revisões realizadas por outras pessoas.

💭  Imagine que alguém viu um produto ou um serviço no Instagram da sua empresa e se interessou? 

A tendência de muitas pessoas é resistir à comunicação direta com a empresa, buscando sanar sozinhas as suas dúvidas.

Quando essa pessoa encontra facilmente seu site — porque ele está corretamente indexado —, com um layout bonito e completo em informações, a chance de ela se interessar ainda mais pelo produto é grande!

Por isso, esteja pronto! 💪

O seu site deve dizer tudo sobre você, explicar bem os seus serviços, ser munido de muita informação, sem deixar de lado um design responsivo e moderno pra que as pessoas se sintam bem na sua página.

Páginas sem informação, que não funcionam bem, que as imagens não carregam… aff, tem coisa pior?


como escolher as mídias ideais pra minha empresa?

Não se preocupe, é pra isso que estamos aqui!

A 7mídias é especializada em marketing digital pra empresas e vai te ajudar nessa missão! 

Cuidamos de entender as dores e necessidades da sua empresa e traçarmos um planejamento personalizado para te oferecer aquilo que você realmente precisa.

Entendemos que não existe uma única fórmula de sucesso para todas as empresas, mas que cada uma tem o seu perfil e, por isso, um jeito diferente de dar certo!

Trabalhamos no formato boutique, que permite que a gente dedique uma atenção especial a cada cliente para acompanhar bem de perto o seu desempenho nas redes.

Cuidamos de tudo, da estratégia à conversão e tudo o que você precisa fazer é não se preocupar! (:

Quer bater um papo sem compromisso para saber mais? Fale com a Vivi no botão amarelo de chat aqui no cantinho inferior direito. (:

Mas se já tiver animado pra entrar pro time:

peça um orçamento 💛

Estamos ansiosos pra te conhecer! 🌻

Gostou desse conteúdo? Não deixe de compartilhar e seguir nossas redes sociais!

Até a próxima pessoal!

conteúdo para redes sociais

Conteúdo: a peça chave do seu instagram

By Redes sociais No Comments

Olá, pessoal! Hoje aqui na 7mídias vamos falar sobre um assunto que move o mundo: conteúdo.

Afinal, tudo é conteúdo, até isso que estamos fazendo agora.

Rachel da séria Friends com a mão no rosto achando o conteúdo interessante

Interessante…

E como somos uma empresa especializada em marketing digital, queremos te ajudar a definir estratégias para o seu Instagram ter melhores resultados.

No marketing digital tudo é conteúdo (sim, tudo!), em outras palavras, conteúdo é tudo aquilo que movimenta a sua rede social, desde amenidades até posts mais relevantes. 🧐

Mas isso não quer dizer que vamos sair por aí distribuindo conteúdos aleatórios porque, dentro dessa equação, existe mais uma incógnita que faz uma super diferença no resultado: o meu público.

E é exatamente em respeito a essas pessoas que eu preciso definir conteúdos estratégicos que possam ser úteis a elas. 

👉 Essa é a melhor maneira — e talvez a única — de trazer o meu público pra perto.

Aí ficou interessante, né? 

Então, pegue um papel e uma caneta e vai anotando os possíveis insights que você vai ter pra sua empresa lendo esse post!

Mãos na massa! 

cachorrinho consumindo conteúdo no computador

 

o bom conteúdo…


Bem, não podemos dizer que exista bom e mau conteúdo, mas o que chamamos de bom aqui é aquele conteúdo relevante, recheado de informações,
que traga algo novo!

Muitas empresas pensam nas redes sociais como meros canais de venda, mas isso é um grande erro.

O Instagram, por exemplo, é uma rede que as pessoas acessam em seus momentos livres, geralmente para se distrair. O segredo é ver pela sua própria experiência.

Vez ou outra, é interessante vermos um produto ou uma oferta que nos interesse, mas receber conteúdo de vendas o tempo todo é extremamente desgastante.

Se você fizer isso insistentemente com a página da sua empresa, talvez não demore muito até que o engajamento das suas publicações e o número de seguidores da sua página comecem a cair.

E essa é a última coisa que queremos, né? Aliás, nem a última! Simplesmente não queremos!

gif rindo de nervoso

 

Se queremos que as nossas páginas joguem a favor da nossa empresa e não contra ela, precisamos optar por um conteúdo relevante. Ele nos ajuda a:

fazer da empresa uma referência.

Quando falamos com propriedade sobre assuntos do nosso nicho, passamos confiança ao público. Conteúdos que contam com informações precisas ajudam a nossa empresa a se estabelecer como uma autoridade no assunto. 😉

solidificar a marca.

Se conseguimos nos estabelecer como autoridade em um assunto, logo somos facilmente lembrados. (Isso é tudo de que precisamos! 😍)

Quando as pessoas pensarem em marketing digital, queremos que elas lembrem da 7mídias! 😎 Quando as pessoas pensarem no seu nicho, elas precisam lembrar de você!

um bom conteúdo torna o seu feed interessante.

Quando procuramos o Instagram de uma empresa, provavelmente é porque queremos nos informar sobre ela. Por isso, serviços, produtos e valores da empresa são muito importantes. 

Mas será que isso é o suficiente para uma pessoa querer manter o contato para receber aquele conteúdo sempre?

Se ela estiver interessada na compra, pode até ser, mas para captarmos um público que ainda está um pouquinho mais distante — ainda não interessado em comprar –, precisamos tornar as nossas redes atraentes!

então, como planejar o meu conteúdo?


Bem, não existe uma fórmula secreta, mas existem caminhos!

O primeiro passo é conhecer o seu nicho e o seu público.

👉 Pra isso, o nosso post sobre conta comercial no Instagram pode ajudar!

Quais são as características do seu público? Gênero, faixa etária, perfil socioeconômico, áreas de atuação? Tudo isso faz muita diferença na hora de planejar o seu conteúdo.

Como falamos no último post sobre Instagram, na própria plataforma eles te fornecem algumas informações. Veja como acessar:

passo a passo para analisar seguidores no instagram

No seu perfil, entre em menu e depois em configurações e você terá acesso a todas essas informações.

Você também pode analisar o que as outras empresas estão fazendo — de preferência as suas concorrentes — e ver por qual linha elas caminham. O famoso Benchmarking. 

#Dica7mídias: Existe uma extensão gratuita no Google Chrome chamada WeFind que te permite ver se a grama do vizinho é realmente mais verde. 🤭

Com ela você consegue visualizar a taxa de engajamento, de comentários e curtidas da página. E com isso ver quais conteúdos funcionam bem com eles que poderiam funcionar com você também — ou os exemplos a não serem seguidos. 😂

faça alguns testes com novos conteúdos!

No Instagram você também pode observar o desempenho dos seus posts. Quais se saíram melhor, quais tiveram mais compartilhamentos?

Aos poucos você vai conseguir traçar um caminho seguro que dê resultados! 

O ideal é não ter medo de tentar coisas novas. Faça alguns testes (e dê tempo para que eles surtam efeito!) até descobrir o que o seu público gosta de ouvir.

👉 Pressa é uma palavra que não deve existir no vocabulário do marketing digital. 

Apesar de na maioria das vezes ele ser vendido como algo que traz resultados imediatos, isso é uma ilusão. 

Sempre deixamos claro para os nossos clientes que o marketing é um trabalho de formiguinha que não pode ser medido pela rapidez.

Ele é construído aos poucos para estreitar os laços com o cliente e, assim, fortalecer a marca. 

Isso traz, sim, resultados grandiosos, mas ao longo do tempo!

criança impaciente

alinhe os melhores conteúdos

Como já falamos aqui, produtos e serviços são importantes sim! Afinal, a maioria das pessoas procuram o canal de uma empresa para se informar.

Mas faça com que o público queira ficar na sua página. Disponibilize conteúdos informativos, curiosidades, peculiaridades da sua empresa, mostre o seu time… enfim, são muitas opções!

Quanto menos organizacional e mais humanizado o seu feed ficar, mais as pessoas terão empatia por ele. 

Ah, e claro, não deixe de pegar leve! Uma pitada de humor não faz mal a ninguém, não é? 😉

Além de deixar o feed descontraído, conteúdos engraçados costumam gerar mais engajamento!

No mais, equilíbrio é tudo, pessoal! 

quero mais conteúdo na minha rede social!

Você pode conferir na prática tudo que falamos aqui nesse post acessando o nosso Instagram! (e não deixa de seguir, hein!) 😍

Não sabe por onde começar na sua empresa? Deixa que a gente cuida disso pra você!

Somos uma boutique completa de marketing digital focada em te entregar um serviço personalizado misturando design e planejamento estratégico para obter melhores resultados. 

Se quiser conhecer um pouquinho mais sobre a nossa empresa, faça um pequeno tour pelo nosso site!

Mas se quiser começar agora mesmo a deixar suas redes lindas e relevantes, fale com a gente. (:

orce com a 7! 💜

Estamos à sua disposição pro que precisar!

Um beijo e até a próxima! 🌻

Instagram for Business: dicas para ter uma conta comercial incrível

Instagram: como ter uma conta comercial incrível

By Redes sociais No Comments

Adivinha quem está de volta! ✨ Isso mesmo, o Blog da 7mídias! E como boa boutique de marketing digital que somos, estamos voltando com tudo falando sobre um assunto indispensável para a sua empresa: o Instagram.

Você sabia que o Brasil é o segundo no ranking dos países que mais gastam tempo nas redes sociais? 

São mais de 69 milhões de pessoas conectadas que, segundo a reportagem da Época Negócios, gastam em média 225 minutos nas redes, ou seja, quase 4 horas por dia.

Acho que já deu pra perceber o quanto essa rede é importante pra sua empresa. 🤭

Michelle Tanner dizendo: oh meu Deus

De acordo com o Social Media Trends 2019, 96,2% das empresas utilizam as redes sociais (e você não vai fazer parte dos 3,8% que não fazem, certo?).

Pensando nisso, esse post sobre o Instagram for Business com alguns pontos importantes que você precisa saber pra que a sua página tenha bons resultados!  

Nesse post, te propomos 3 questões fundamentais antes de começar qualquer rede: O que é a rede, quem sou eu e quem é o meu cliente.

Vamos lá?!  😍

 

o que é o Instagram?


O Instagram foi criado em 2010 pelo brasileiro Mike Krieger e pelo americano
Kevin Systrom como uma rede social de compartilhamento de conteúdos. 📷

Em pouquíssimo tempo a rede cresceu muito, atingindo a marca de 1 milhão de usuários em apenas 1 ano.

Entretanto, 2 anos depois de criada foi vendida ao Facebook por uma quantia de 1 bilhão de dólares. 😱

Dica 7mídias: conheça mais sobre essa história no livro “O Clique de 1 bilhão de dólares” de Filipe Vilicic. 

Mas além de ser uma rede social somente de postagem de fotos e vídeos, o Instagram se tornou um local de aproximação. 

Atualmente, a principal promessa da rede é aproximar o usuário das pessoas e das coisas pelas quais ele se interessa. 

Portanto, uma ótima oportunidade para empresas! 🌟

Mas, antes de vender, tenha em mente que você precisa gerar relacionamento com o seu público.

 

bolinha de papel amassada com desenho representando ideia

Dados internos do próprio Instagram dizem que empresas e produtos de todos os estilos usam a plataforma e fazem sucesso.

Por meio do Instagram, você pode criar conteúdos autênticos fazendo com que seu público de interesse se aproxime da sua empresa. 

O terreno é tão fértil para as vendas que o próprio instagram criou uma opção de conta chamada Instagram for Business, que permite você transformar o perfil da sua empresa em uma conta comercial. 

Com ela você pode:

  • Saber em tempo real sobre o desempenho dos seus stories e publicações.
  • Acompanhar o total de vezes que as suas publicações foram vistas.
  • Saber quantas vezes seu perfil foi visitado.
  • Saber o número de conversões, ou seja, quantas pessoas acessaram o seu site através do Instagram.
  • Ter informações sobre seus seguidores e como eles interagem com suas publicações.
  • Adicionar informações como horário de funcionamento, localização e número de telefone.

Tudo isso e muito mais você encontra lá no seu perfil na aba informações. 

(Ah, mas a sua conta precisa ser comercial! ☝)

São ferramentas gratuitas e perfeitas pra te ajudar a saber qual o melhor posicionamento para a sua empresa, o que dá certo e o que não faz muito sucesso com o seu público. 

Mas antes de definir qual será o seu posicionamento, você precisa saber exatamente quem é você na fila do pão.

Seja diferente no instagram. Lâmpada amarela no meio de brancas

Segundo dados internos do Instagram, já em 2015, 60% das pessoas diziam descobrir novos produtos pela plataforma.

 

quem é a sua empresa?


A primeira coisa que você deve fazer é um Branding do seu negócio.

Branding é um conjunto de decisões que uma empresa toma para se comunicar com o seu público e mercado. Logo, é tudo que te ajude a criar ou reforçar a personalidade da sua marca.

Muitas empresas cometem erros atrás de erros porque não sabem como se portar ou como se comunicar com os seus clientes nas redes sociais.

Se você quer evitar uma verdadeira crise existencial no seu negócio, então precisa saber exatamente quem você é e o que representa. 

Para isso, existem perguntas que podem parecer bobas, mas são super importantes para o seu negócio.

 

1. o que você vende?


Quais são os seus principais produtos ou serviços e q
ual deles é o mais lucrativo?

Nesse momento, você precisa catalogar tudo que você faz e decidir o que quer explorar no seu Instagram.

Isso irá te indicar qual o melhor caminho a seguir para alcançar resultados mais rápidos.

 

2. qual é o seu diferencial?


Essa é uma das perguntas mais interessantes e a mais comum de se ter respostas erradas.

Provavelmente, a primeira coisa que você pensou foi:

“O meu produto tem qualidade, é feito com ótimos materiais, a melhor tecnologia do mercado.” (e etc.)

Beleza, mas isso não significa nada. 🙂 

menino chorando com a mão na cabeça

Calma, nada além do que todas as outras empresas também dizem. 

Tenha em mente que aqui estamos falando sobre um posicionamento, e não sobre uma característica do seu produto.

Pense: O que as pessoas perderiam se me trocassem por um concorrente?

Com essa pergunta, você descobrirá um gancho sobre como lidar com o seu público e em qual discurso investir.

 

3. qual é o seu tom de voz no Instagram?


Qual é a forma com que você se comunica com o seu cliente

Você se porta de maneira mais formal 🧐 ou é bem descontraído 😎? 

Isso também faz muita diferença na hora de construir um feed para o Instagram da sua empresa. 

Qual imagem você quer passar com a sua página?

menina bebê dizendo eu não sei

Resumindo, tudo é sobre Branding! 

Se você quiser saber mais sobre isso, corre lá no nosso post que tem tudo sobre o tema!

👉 Branding: o que é e por que sua empresa precisa dele.

Maaas, você também pode seguir pelo caminho mais fácil e deixar que a gente resolva isso tudo pra você! 😎

O resultado sempre fica muito mais profissional e consistente quando você trabalha com uma empresa especializada no assunto.

Vem com a 7mídias e conheça um pouquinho mais sobre o nosso negócio!

Você pode falar com a Vivi no ícone amarelo no cantinho inferior direito da tela!

 

quem é o meu público no Instagram?


Agora que já sabe quem é você na multidão, chegou a hora de saber com quem está falando.

Lembra quando falamos no início desse post sobre as vantagens que a conta comercial do Instagram te proporciona?

Então, uma delas é saber quem visita o seu perfil!

passo a passo para analisar seguidores no instagram

No seu perfil, entre em menu e depois em informações e você terá acesso a todos esses dados.

 

Maravilhoso, né?

Sabendo com quem você está falando, fica bem mais fácil descobrir qual conteúdo é relevante ou não pra esse público.

💡 E conhecer o seu público também te ajuda a responder a pergunta sobre como se comunicar com o cliente. 

Você também pode analisar posts de sucesso:

impressões nas publicações do instagram da 7midias

As impressões indicam quantas vezes o seu post foi visto. No Instagram você ainda pode filtrar a sua análise em mais de 10 itens.

 

👉 Saber qual conteúdo engaja é fun-da-men-tal para um bom feed!

Mas não se deixe levar pelas aparências porque seguidores e curtidas são apenas métricas de vaidade. No fim, o que realmente importa é conseguir clientes e mais vendas.

Só não espere que isso aconteça do dia para a noite: criar uma marca rentável e obter clientes fiéis leva tempo.

E para isso você precisa desenvolver o seu marketing de relacionamento (mas isso é assunto para o nosso próximo post 😉).

 

1. Conheça as dores do seu público

Assim como você, o seu público também sofre com dores e dificuldades, portanto, está sempre em busca de soluções.

Seja você a solução!

O seu produto precisa, necessariamente, resolver algum problema do seu cliente. Pense nisso na hora de fazer o seu discurso!

Quando você conhece as dores do seu público de interesse, você consegue dizer tudo aquilo que ele precisa ouvir. 😉

 

2. Defina bem o seu nicho

Se você não está conseguindo se comunicar bem ou se portar como uma autoridade no assunto com o seu público, você provavelmente está direcionando sua página a um nicho errado.

Algumas empresas, quando criadas, são direcionadas a um nicho, mas acabam tendo que mudar o foco no meio do percurso.

Uma alternativa é tentar subnichar o seu público.

Se você aborda um tema geral, experimente escolher alguma coisa mais específica dentro do assunto.

(exemplo: Carro é um nicho, carros esportivos, um subnicho)

Por isso, vale sempre a pena focar não só no Branding, mas no re-branding de sua empresa.

Esteja sempre atualizado!

 

fique por dentro de tudo sobre o Instagram

O marketing digital faz com que a sua empresa obtenha resultados tanto online quanto offline, então, não dá pra deixar pra lá enquanto as suas concorrentes já estão com tudo na mídia. 

Mas sabemos também que o marketing de conteúdo requer tempo, disposição e planejamento e que você, provavelmente, tem várias outras coisas com que se preocupar na sua empresa.

Por isso, estamos aqui pro que precisar!

 

conheça a 7mídias, sua boutique de marketing digital 


Queremos entender o seu negócio, suas dores e necessidades.

Isso vai nos ajudar a oferecer o que você realmente precisa (e só o que precisa).

👉 Como funciona? Conhecemos a sua empresa, elaboramos um planejamento estratégico e preparamos conteúdos personalizados para as suas redes sociais.

Ah, e sabe do melhor? Você ainda pode acompanhar tudo de pertinho, sem precisar se preocupar com nada.

Entregamos resultados e um dashboard personalizado pra você acompanhar todos os dados mais valiosos para o seu negócio em tempo real!

QUERO TRAÇAR UMA ESTRATÉGIA PARA O MEU NEGÓCIO!

Gostou, mas vai dar mais uma olhadinha?

Então vai lá no nosso portfólio e confira alguns exemplos dos nossos cases de sucesso! 

Se você gostou desse artigo, no nosso Blog tem muuito mais!

Mas se ficou com alguma dúvida, pode perguntar nos comentários aqui embaixo. Vamos adorar te responder!  😍

Quer mais conteúdo legal assim? siga nossas redes sociais! (:

Um beijo e até a próxima! 

marketing pessoal no linkedin

Marketing Pessoal: como usar o LinkedIn pra você e sua empresa

By Redes sociais No Comments

Você já aprendeu como usar o Linkedin no marketing da sua empresa. Com este primeiro post — que, aliás, fez sucesso no Instagram da 7mídias 🙂 — recebemos uma série de dúvidas que nos trouxeram a um novo tópico:

Como usar meu LinkedIn pessoal?

Explorar seu perfil no LinkedIn não só te ajuda a trabalhar seu marketing pessoal como também serve de esforço extra para aumentar o alcance da sua empresa.

Nesse post vamos mostrar como você pode fazer isso de maneira rápida e fácil. Boa leitura!

👉 ATENÇÃO! Essa é a parte 2 de um conteúdo sobre o LinkedIn.

Se quiser entender melhor o que é LinkedIn, quais são seus diferenciais e se você deve usá-lo no marketing da sua empresa, clique aqui.

Por que usar o LinkedIn?

Vamos fazer um exercício:

Pense em um colega com quem não conversa há anos, mas que você segue no Instagram.

De repente, ele começou a postar diariamente 2 ou 3 fotos de uma viagem que está fazendo em Aruba. E aí você passou a ver essas imagens todos os dias no seu feed.

Fazia anos em que você não pensava nessa pessoa, mas, graças às suas postagens, ela passou a ter uma certa relevância pra você.

Se algum dia você estiver conversando com seus amigos e algum deles comentar sobre Aruba, provavelmente você se lembrará desse colega. Talvez até peça dicas de viagem a ele se algum dia resolver visitar o país.

Percebeu que, apenas por estar presente, essa pessoa começou a ser notada e, mais do que isso, você passou a prestar atenção no que ela estava falando?

Mesmo sem querer, ela trabalhou seu próprio marketing pessoal e é justamente isso que pode ser feito no LinkedIn.

Assim como o seu colega no Instagram, quando você começa a aparecer frequentemente no LinkedIn, seus seguidores passam a notar sua presença e a prestar mais atenção ao que você está falando.

E, como essa é uma rede profissional, elas fazem isso ligando quem você é à sua carreira.

E não é só o seu marketing pessoal que se beneficia com isso.

Trabalhar seu perfil pessoal no LinkedIn é uma via de mão dupla: é bom para o seu marketing pessoal e, de quebra, para o da sua empresa.

Por exemplo: nós temos uma cliente que é professora de italiano em uma famosa escola de idiomas aqui no Rio.

Diariamente, ela compartilha conteúdos no LinkedIn. Desde truques para aprender o idioma até certificados, e mesmo fotos de eventos ou workshops de que ela participou com sua empresa.

O ponto é: ela fala tanto do seu dia a dia profissional e de sua empresa que quem vê de fora a associa a uma excelente profissional.

Pensa com a gente: alguém que se considera um mau profissional não compartilharia tanto os seus feitos, certo?!

É uma conta muito simples: quanto mais você participa do LinkedIn, mais as pessoas prestam atenção em você e na sua carreira.

Marketing pessoal: gráfico relacionando participação na rede ao aumento do awareness

No fim das contas, nós podemos nem querer aprender italiano agora. Mas, se algum dia quisermos (ou soubermos de alguém que queira), vamos saber quem indicar.

E não só a professora, como também a instituição em que ela trabalha.

Isso porque nós entendemos que um ótimo profissional trabalha em uma ótima empresa, e que uma ótima empresa emprega um ótimo profissional.Marketing pessoal: Gráfico conectando um ótimo profissional a uma ótima empresa

Por isso, se você é dono de uma empresa, é interessante trabalhar não só o seu perfil pessoal mas também estimular que seus funcionários tirem um minuto dos seus dias para fazer o mesmo.

E, claro, se você é um profissional liberal e/ou autônomo, essa ideia vale também. Só que, nesse caso, você é sua própria empresa 😉

Como usar o LinkedIn no seu Marketing Pessoal

Assim como as outras redes sociais, não existe uma regra geral para se destacar no LinkedIn.

É muito de experimentar, encontrar o seu público, seu conteúdo, entender os seus horários… Inclusive, algumas empresas de Marketing Digital têm como uma de suas especialidades fazer a manutenção de páginas do LinkedIn (como nós!).

Claro que existem algumas ações que podem otimizar esse trabalho. De todas elas, duas são essenciais para começar esse trabalho: postar com consistência e ter um perfil de arrasar.

1. Poste com consistência

Lembra do seu colega em Aruba?

Você só começou a prestar atenção em sua existência graças à consistência do conteúdo que ele postava: além de frequente, abordava o mesmo assunto sempre.

Só que no LinkedIn você não vai postar fotos suas em roupa de banho 😂

Então, o que postar?

Agora você também pode estar pensando: “poxa, mas eu já gasto tanto tempo postando no Facebook, Instagram, Twitter… Vou ter que usar mais uma rede social?”.

Calma :), porque não precisa ser algo sofrido.

Não é pra fazer do LinkedIn um bicho de sete cabeças, uma tarefa que você adia o dia inteiro ou que toma muito do seu tempo.

Nossa proposta é que você comece aos poucos, aproveitando o que já faz no dia a dia, para ir pegando o jeito e gosto com o tempo.  

A. Compartilhe conteúdos interessantes sobre a sua área

Antes de mais nada, responda: com que área você quer trabalhar?

Considerando que ela seja interessante pra você, é provável tem tenha o hábito de buscar por conteúdos relacionados.

Por exemplo, nós somos uma agência de marketing digital (oi!) e, claro, buscamos sempre aprender mais sobre esse universo.

Por isso, é natural que faça parte do nosso cotidiano acessar blogs, sites e vídeos que abordem esse tema.

Você também faz isso?

Então, da próxima vez em que você ler um artigo interessante relacionado à sua área de trabalho, ao invés de fechar o navegador quando terminar de ler, compartilhe-o no LinkedIn.

Não dá nenhum trabalho! Vocês simplesmente vai pegar algo que você sempre faz e explorar dentro de um novo potencial.

Muitos sites já têm pronto um botão de compartilhamento. É só clicar para automaticamente postar no seu feed (by the way, esse post também tem um, se quiser! ;)). Mais fácil que isso, só dois disso, né?!

Maaas, se você quiser fazer um comentário, uma ponderação ou uma crítica ao que está compartilhando, melhor ainda!

B. Compartilhe conteúdos da sua empresa

A sua empresa tem uma Company Page ativa no LinkedIn?

Se não, veja aqui como criar uma e dicas para fazer ela bombar!

Se sim, aproveite para compartilhar as postagens que ela faz.

Quando mencionar sua empresa, as pessoas vão se atentar para ela também.

Se você é profissional liberal e/ou autônomo e não tem uma Company Page, essa é a oportunidade para compartilhar postagens de empresas com as quais você tem vontade de trabalhar. Ou mesmo explorar um conteúdo mais completo criado por você, que tal?!

Nossa sugestão para garantir um equilíbrio perfeito é alternar entre o conteúdo de terceiros e esses conteúdos internos.

Assim não fica parecendo que você é apenas uma propaganda ambulante do seu negócio — o que pode ser bastante cansativo.

C. Poste sobre o seu dia a dia profissional

Quando falamos em postar sobre o seu dia a dia, não estamos falando para compartilhar fotos do seu almoço ou da sua nova decoração de mesa (isso você pode deixar para o stories no Instagram! ;)).

Tente trazer um olhar mais sério.

Talvez você tenha participado de algum congresso interessante. Ou se reunido com algum cliente bacana que valha a pena compartilhar.

Aproveite esses momentos da rotina profissional para destacar a importância do seu trabalho.

2. Tenha um perfil irresistível

Imagina assim:

Você começou a postar no LinkedIn.

Suas postagens são interessantes, geram engajamento e acabam chamando a atenção de alguém. Aí, essa pessoa resolve visitar o seu perfil e… ele está incompleto!

Perfil de LinkedIn incompleto
Você se interessaria por essa pessoa?

É um pouco (para não dizer muito) desanimador.

Fazendo um paralelo, imagine uma pessoa com um currículo incrível. Você agenda uma entrevista de emprego com ela e fica bastante otimista com esse encontro. Mas, ao chegar lá, ela está vestida totalmente descaracterizada para a vaga.

Não adianta negar, essa primeira impressão conta muito!

Enxergue o seu perfil como sua roupa para uma entrevista de emprego. Tenha um cuidado extra com ele.

A. Use uma imagem de capa legal

A gente acredita que pelo menos uma foto de perfil você já tem (se não, essa é a primeiríssima coisa que você deve fazer!), então vamos focar na sua imagem de capa.

O conceito de imagem de capa no LinkedIn é bem parecido com o do Facebook: é uma foto retangular horizontal que fica no topo do seu perfil e, junto com a sua foto, é uma das primeiras coisas vistas quando alguém o acessa.

E, mesmo assim, é impressionante a quantidade de profissionais que não se dão ao trabalho de mudá-la!

Perfil no LinkedIn do Obama

Poxa, Obama! A gente vai relevar dessa vez 😛

Mais impressionante ainda se considerarmos o potencial que essa imagem tem de transmitir seus valores profissionais em milésimos de segundo.

Aproveite esse primeiro impacto e transmita os seus valores profissionais.

Olha a capa do Neil Patel, um inglês que entende muito de Marketing Digital (e de marketing pessoal também!):

Perfil do Neil Patel no Linkedin

Não precisa fazer uma superanálise de design para perceber como ele conseguiu transmitir informações relevantes com eficiência e agilidade.

“Mas eu não sei mexer no Photoshop, nem tenho nenhum amigo designer. Como vou fazer isso?”

Sua imagem de capa não precisa ser um mega projeto gráfico cheio de efeitos.

Na verdade, ela pode ser só uma foto. A internet está cheia de banco de imagens gratuitos com imagens lindas.

O mais importante é que ela transmita quem você é profissionalmente

Se você é um empresário do ramo de esqui, não tem muito a ver usar uma imagem de capa com uma foto de uma praia em um dia de sol, não é? 😉

Capa simples no perfil do LinkedIn

Essa é a capa da Vivi, diretora comercial aqui na 7mídias. Estamos falando de uma fotografia relativamente simples, mas que já dá uma boa ideia do tipo de profissional que ela é 😉

B. Seja objetivo no seu perfil

Agora que cuidamos da parte visual, é hora de olhar pro seu conteúdo.

Logo embaixo da imagem de capa e da foto de perfil existe um espaço para a sua descrição profissional.

Nele, você deve dizer quem é, quais são suas missões, valores e o que deseja alcançar.

Sabemos que dá pra escrever um livro apenas refletindo sobre essas questões, mas no LinkedIn vamos buscar ser o mais sucintos possível.

Pense que quem visita seu perfil tem pouco tempo e pode acabar se desinteressando ao se deparar com parágrafos e mais parágrafos de texto.

Por isso, quando for descrever o seu perfil, é sempre bom ter em mente essas três regras:

  • Ser objetivo.
  • Usar palavras-chave.
    O LinkedIn também trabalha com SEO (veja o que é e como usar aqui). Por isso, é interessante que você use as palavras-chave relacionadas ao seu trabalho para ajudar a destacar o seu perfil nas buscas.
  • Falar em tópicos.
    Dê uma olhada nesse último parágrafo. Você assimilou essas informações mais rapidamente porque elas estavam em tópicos.

C. Descreva suas atividades

O LinkedIn é um currículo online, por isso, você deve escrever sobre seu atual emprego e sobre seus antigos também.

E aqui valem as mesmas regrinhas do tópico anterior: ser objetivo, usar palavras-chave e falar em tópicos.

Olha só como é o perfil da nossa estagiária de Design:

Descrição das atividades descrita em tópicos no LinkedIN

Assim, com uma rápida olhadinha, você já consegue absorver todas as suas tarefas e funções dentro da empresa. Que é justamente o intuito dessa ferramenta.

Bora bombar no LinkedIn?

Se você é como a gente, provavelmente deve estar ansioso para ir editar agora o seu LinkedIn (a gente também fica assim toda vez que faz um workshop sobre ele rs!).

Em tempos com o nosso, em que (quase!) tudo se passa online, é fundamental entender o potencial dessa mídia e também como trabalhá-la eficientemente para o seu marketing pessoal.

Essa foi só uma pincelada por alguma das ações que você pode tomar para trabalhar sua conta.

Se ficou curioso para saber o que mais pode ser feito para aumentar o seu alcance e melhorar o seu marketing pessoal dentro do LinkedIn, vem tomar um café com a gente!

Vamos traçar juntos um planejamento estratégico para o seu perfil então se destacar, com honestidade e eficiência 😉

Agora conta pra gente: que achou do post? Se tiver alguma dúvida, só deixar nos comentários 🙂

Quer mais conteúdo legal assim? Então siga nossas redes sociais e fique sempre de olho no nosso blog! (:

Um abraço e até a próxima!

guia para linkedin

Marketing Empresarial: como usar o Linkedin para fazer o seu negócio crescer

By Redes sociais 5 Comments

Você certamente já ouviu falar no LinkedIn. Talvez até tenha uma conta nesta rede social. Mas, fala a verdade, já pensou em usá-la como parte de sua estratégia de marketing empresarial?

Frequentemente, muitos clientes chegam aqui na 7mídias focados em trabalhar apenas dois canais: o Facebook e o Instagram.

Isso porque se convencionou que essas são as únicas redes sociais trabalhadas pelo marketing digital que são efetivas.

Mas isso não é verdade.

Existem várias outras mídias que podem ser usadas para prospectar novos clientes para o seu negócio.

(Inclusive, já mostramos uma delas, que é o blog — aprenda mais sobre isso aqui!)

O próprio LinkedIn é uma ótima ferramenta para atrair novos clientes organicamente (ou seja, de graça).

Mostraremos como fazer isso neste post 😎

Vamos destrinchar o que é o LinkedIn e qual o seu verdadeiro potencial no mercado, e depois explicar como usá-lo a favor do seu marketing empresarial.

Esperamos que goste e boa leitura! 🙂

O que é LinkedIn

Vamos começar pelo básico:

O LinkedIn é a “rede social do trabalho”.

Focado no mundo corporativo, ele permite que seus usuários preencham um perfil pessoal com informações sobre seu(s) emprego(s) e atividades, entrem em contato com recrutadores e participem de grupos de discussão sobre diferentes assuntos.

Alguns dados quantitativos sobre ele:

  • Tem mais de 500 milhões de usuários ao redor do mundo (dados do dia 16/03/2018).
  • O Brasil é o 3º país com maior participação no LinkedIn, com mais de 45 milhões de usuários (dados do dia 16/03/2018).

Presta atenção nesse último fato: somos mais de 45 milhões brasileiros ativos no LinkedIn!

O que isso significa? Que são MUITAS pessoas para serem atingidas dentro dessa rede!

E aí você pode falar o seguinte: “Beleza, é muita gente. Mas, se compararmos aos 127 milhões de usuários brasileiros no Facebook (dados de 18/07/2018), não é tanta coisa assim…”.

Nós te entendemos.

Se o Facebook e o Instagram têm mais usuários ativos, por que estamos aqui dizendo que o LinkedIn talvez seja mais estratégico pra você e seu negócio?

E é agora que te contamos o grande diferencial do LinkedIn 😎:

“As pessoas passam o tempo em outras mídias sociais. Mas elas investem tempo no Linkedin.”

Como o Linkedin se diferencia das outras redes sociais?

Pensa com a gente: em quais ocasiões do seu dia você acessa o Facebook ou o Instagram?

Provavelmente quando quer relaxar, quando está esperando por algum compromisso ou quando quer se distrair, certo?

Percebe que esses momentos são de descanso ou de quando precisamos preencher nosso tempo? Em nenhum deles estamos de fato nos dedicando a essas redes.

Já com o LinkedIn é diferente.

Por ser um espaço com foco profissional, entendemos que tudo o que é dito ali pode influenciar a nossa imagem dentro do mercado e, por isso, buscamos apresentar a nossa melhor imagem com comentários relevantes, interessantes e inteligentes.

E para fazer isso, precisamos ler com atenção o que está sendo dito lá (para não corrermos o risco de fazer um comentário bobo, irrelevante ou equivocado — o que seria péssimo para a nossa imagem).

Por isso, as chances de o conteúdo compartilhado ser realmente absorvido são maiores no LinkedIn.

Outros benefícios do LinkedIn

1. Ajuda sua empresa a permanecer top of mind.

Como em qualquer outra rede, se um bom trabalho é feito dentro do LinkedIn, a tendência é que seus usuários prestem mais atenção no seu negócio.

Ao considerar seu conteúdo relevante, esse público passa a enxergar a sua empresa como referência em sua área de atuação.

Ou seja, quando ele precisar de serviços do seu escopo, lembrará que seu negócio é um especialista nele e provavelmente buscará por sua ajuda.

Lembrando que:

Como o LinkedIn é um ambiente profissional, seu público é mais escolarizado e sério. Portanto, antes de mais nada, vale entender se este público é realmente um mercado interessante pra você.

2. Ótimo para transações B2B

B2B é uma sigla usada para definir transações entre empresas (ela significa Business To Business).

E o LinkedIn é um ótimo ambiente para realizar esse tipo de atividade.

Vamos dar um exemplo:

Somos uma agência de marketing digital (olá! 😎) e descobrimos uma empresa que tem potencial para ser nosso cliente.

Podemos fazer duas coisas:

  1. Preencher o formulário de contato que essa companhia disponibiliza em seu site e torcer para não cair em uma caixa de e-mail lotada com outras prioridades.
    OU
  2. Entrar em contato diretamente com o CEO / dono / tomador de decisão dessa empresa pelo LinkedIn.

As chances de esse segundo contato ser mais bem sucedido são maiores.

Afinal, estamos falando de uma comunicação mais “humanizada” e, portanto, com maior poder assertivo.

Além disso, esta é uma rede profissional, e ações do tipo fazem parte da etiqueta do ambiente. Você e sua empresa não serão vistos com maus olhos porque quem está lá está pré-disposto a abordagens como essa.

3. Menos concorrência

Afinal, já que todo mundo acredita que só o Instagram e o Facebook são o segredo do sucesso online, menos empresas estão trabalhando essa rede, abrindo mais espaço pra sua brilhar! ⭐

O LinkedIn funciona para todos os tipos de negócios?

Não necessariamente.

Cada nicho de empresa se destaca melhor em um tipo de rede social.

Por exemplo, uma loja de roupas provavelmente terá mais sucesso no Instagram, que é uma plataforma mais visual.

Já um restaurante pode tirar mais vantagens do Facebook, onde consegue oferecer acesso a informações sobre sua localização, seu preço e horários e receber avaliações do seu serviço.

Tudo depende do foco da sua empresa.

Então, qual tipo de empresa funciona melhor no LinkedIn?

Não existe uma resposta certa.

Mas pense em serviços com potencial de informar via conteúdos mais robustos, passar autoridade e mesmo criar conexões profissionais.

Como usar o LinkedIn para divulgar minha empresa?

Como qualquer outra rede, o LinkedIn demanda cuidado, atenção e uma estratégia inteligente.

Estruturalmente, ele é bem parecido com o Facebook. Seu grande diferencial está no mindset, mais voltado para um universo mais formal e profissional.

1. Tenha uma Company Page incrível

O primeiro passo para trabalhar seu marketing empresarial é criando uma Company Page.

Company Page é um perfil empresarial dedicado a sua empresa (fazendo um paralelo, seria o que as Páginas são no Facebook).

Assim como nas Páginas do Facebook, na Company são apresentadas informações sobre a sua empresa. Também é possível postar conteúdos que seus seguidores podem comentar, curtir e / ou compartilhar.

Além disso, o próprio LinkedIn oferece uma ferramenta com métricas sobre a sua página — como o crescimento do seu engajamento e do seu número de impressões — para você ter insights sobre como estruturar melhor o seu marketing empresarial.

Como criar uma Company Page no Linkedin

  1. Cole esse link no seu navegador: www.linkedin.com/company/setup/new
  2. Escolha o tipo da sua empresa e preencha as informações básicas sobre ela. E pronto! 🙂

1.2. Personalize a URL da sua Company Page

O campo para personalização da URL da sua Company Page aparece logo quando são preenchidas as informações básicas sobre a empresa.

Quando você cria uma URL personalizada, a página passa a ter o seguinte endereço: https://linkedin.com/company/nome-da-sua-empresa. Muito melhor do que vários número aleatórios, né? 😉

Essa URL é importante porque usuários do LinkedIn e ferramentas de pesquisa a utilizam para localizar sua página.

1.3. Use uma boa imagem de capa

A imagem de capa é a foto retangular que fica bem no topo da Company Page.

Ela será a primeira coisa que seu (potencial) cliente verá quando acessar a página, junto a sua assinatura gráfica (também chamada muita vezes de logo).

Como é uma imagem de capa no LinkedInessa é a imagem de capa da 7mídias!

Quando criar sua imagem, é importante que ela atenda a esses três pontos:

  • Ter um bom design.
  • Transmitir os valores da sua empresa.
  • Estar de acordo com as diretrizes da sua identidade visual.

1.4. Preencha o perfil da sua Company Page

Parece uma dica óbvia, mas muitas empresas sequer se dão o trabalho de preencher todos os dados de sua página.

O LinkedIn oferece campos de preenchimento sobre a localização do seu negócio, seu número de funcionários e seu site.

E, claro, o mais importante: sua Visão Geral.

A Visão Geral é a descrição da empresa.

Exponha de maneira objetiva e direta o que é a empresa, seus objetivos e seus valores.

Importante ter em mente que o LinkedIn trabalha com SEO em suas pesquisas internas. Veja aqui o que é SEO e como usá-lo corretamente.

2. Compartilhe conteúdo de qualidade no LinkedIn

Ter um perfil completo é o primeiro passo para trabalhar seu marketing empresarial.

Mas ele é o mínimo do que você precisa fazer.

Isso significa que, se alguém procurar por sua empresa, ela estará apresentável.

Mas, para realmente começar a atingir novas pessoas e prospectar novos negócios, é preciso falar, mostrar quem sua empresa é e o que ela oferece.

E você faz isso por meio de postagens na sua Company Page.

O que postar?

Antes de mais nada, é preciso conhecer seu público-alvo e ser relevante para ele.

Lembre-se que os assuntos compartilhados precisam transmitir os valores da sua empresa.

Vamos supor que você tenha uma clínica de psicologia infantil e uma marca de bebidas alcoólicas tenha lançado uma embalagem nova, totalmente biodegradável.

Por mais que você pessoalmente tenha adorado essa ideia e ache que todo mundo precisa saber sobre ela, não é sobre isso que seus clientes desejam saber quando buscam pela sua empresa.

E compartilhar essa notícia pode acabar se refletindo negativamente, seja em uma baixa taxa de engajamento, seja no enfraquecimento da marca.

Por isso, pondere sobre os conteúdos antes de postar, de modo que sua empresa seja honesta com aquilo que vende.

Com que frequência postar?

Assim como em um blog, é importante criar e compartilhar conteúdos com frequência.

Aqui temos uma vantagem: ele não precisa ser de sua autoria. Compartilhe artigos, vídeos, e-books que você sabe que seu público gosta.

O ideal é ter conteúdo novo pelo menos uma vez por dia.

Se for muito difícil, se esforce em ter no mínimo uma vez por semana.

Qual o melhor horário para postar?

Lembre-se que o LinkedIn é (para muitos) uma ferramenta de trabalho.

Então, o comum é que seus usuários estejam ativos durante os dias de semana e no horário comercial.

Mas a verdade é que não existe um horário mágico que funcione para todo mundo.

Por isso indicamos que realize testes e analise as métricas para descobrir qual o melhor horário para o seu negócio.

Veja os dados fornecidos pelo LinkedIn que citamos acima e analise o que está dando certo e o que não está para traçar novas estratégias de marketing empresarial.

Definitivamente, não é uma descoberta feita do dia para a noite 😉

Mas é isso: criar, alimentar e monitorar mídias digitais é algo que demanda atenção e disciplina. E com o LinkedIn não seria diferente.

Mesmo assim, é um trabalho essencial para aumentar o awareness da sua empresa dentro do mercado — e, consequentemente, suas vendas.

Se você acha que não consegue dar conta de tudo isso, já considerou chamar uma empresa especializada para trabalhar sua estratégia empresarial no LinkedIn?

Esperamos ter te ajudado! E, se tiver alguma dúvida, é só deixar nos comentários.

Quer mais conteúdo legal assim? siga nossas redes sociais e fique sempre de olho no nosso blog! (:

Um abraço e até a próxima! 😉