fbpx Skip to main content
0
Tag

Redes Sociais

marketing de influência: o que preciso saber?

By Redes sociais One Comment

Você conhece o marketing de influência?

Nos últimos anos, as redes sociais têm cada vez mais relevância nas nossas vidas – e não só pelo entretenimento, viu? 😎 

Elas se tornaram uma ferramenta  importantíssima quando o assunto é marketing! 🔧

 

o que é marketing de influência?

 

Em primeiro lugar: o marketing de influência nada mais é do que a divulgação estratégica de produtos, serviços e/ou marcas por meio de influenciadores digitais, que estão presentes nas mais variadas plataformas de mídias. 

O objetivo dessa estratégia é aumentar a autoridade, a relevância, expandir o público e, finalmente, converter tudo isso em vendas. 🤝💲

 

tá, mas como o marketing de influência funciona?

 

Às vezes, as pessoas ficam um pouco confusas sobre o funcionamento do marketing de influência, uma vez que ele está diretamente ligado ao mundo digital – com o qual nem todo mundo tem tanta familiaridade 😅

Então, relaxa! Vamos te dar uma ajudinha! ❤️

 

 

Antes de mais nada, no quesito marketing, os influenciadores digitais têm como principal função validar o consumo da marca, produto ou serviço que divulgam e levar o público da sua empresa a consumir o mesmo. 

Quase como um selo de aprovação, sabe?✅ 

Ou seja, a empresa responsável pelo que tá sendo divulgado não tem tanto trabalho pra conquistar um novo público: ela se beneficia do que já vem no “combo” do influenciador.

Mas lembre-se: influenciador não é vendedor! ⚠

 

influenciador não é vendedor 

 

Hoje em dia, o debate sobre a questão do influenciador digital é focado principalmente no que ele promete e entrega X o que a marca espera.

Muitas marcas chegam até um influenciador com uma expectativa de ter um aumento absurdo de vendas 🤦‍♀️ – quando, na realidade, é um processo gradual e indireto. 

Justamente porque o influenciador não atua como vendedor e sim como mediador da relação entre o público e a empresa. 😉

 

algumas vantagens do marketing de influência

 

Uma vantagem dessa estratégia é a fidelidade de uma boa parcela dos seguidores do influenciador, que confiam e se espelham naquela pessoa – então são influenciados por ela. 😎

Além disso, os influenciadores são mais próximos do público do que as celebridades, o que cria uma relação mais horizontal com a galera que a empresa quer se conectar. 🫂

Por último, mas não menos importante: os influenciadores já têm seus nichos bem definidos, o que vai ajudar – e muito – a direcionar seu produto ou serviço pro público certo. 🎯

 

os tipos de influenciadores

 

Existem vários tipos de influenciadores. Eles são classificados de acordo com seu número de seguidores. 🧮

  • nano-influencer – de mil a 10 mil
  • micro-influencer – de 10 mil a 50 mil 
  • mid-tier – de 50 mil a 500 mil
  • macro-influencer – de 500 mil a 1 milhão
  • mega-influencer – + de 1 milhão

Dica: não subestime os nano e micros! Influenciadores menores tendem a ter um público mais próximo e mais fiel. Assim, a chance dessas pessoas serem efetivamente influenciadas é bem maior. Te contaremos mais detalhes num próximo post 🙃

 

exemplos de marketing de influência: BBB📺

 

juliette🌵

 

Você lembra da Juliette Freire? Sim, aquela do BBB 21🙃 

Ela se tornou um fenômeno do Instagram enquanto participava do reality show, acumulando mais de 33 milhões de seguidores até hoje – você não leu errado: mais de 33 MILHÕES 🤯 

Por conta disso, recebeu muitas propostas de várias marcas e chegou a fazer parceria com empresas grandes, como a Pantene, a Avon e a C&A, que tiveram um ótimo retorno! 

 

Juliette Freire em parceria com a Pantene

(Foto: Reprodução/Instagram: @juliette)

 

jade picon 🌪

 

Outro bom exemplo da importância do marketing de influência é a Jade Picon, também participante do BBB, da edição de 2022. 

Diferente da Juliette, a Jade já era influenciadora e contava com cerca de 15 milhões de seguidores antes mesmo de entrar no programa. 

Jade Picon

(Foto: Reprodução/Instagram: @jadepicon)

 

Pela relevância que ela tem no Instagram, um dos memes que mais repercutiram durante o BBB foi o da comparação do prêmio de 1,5 milhão ao valor de um story da Jade para divulgar alguma marca ou produto 👀

E, ainda durante o programa, muitos looks usados pela gata 😺 ESGOTARAM em lojas e sites. 

 

Apesar de não ter tido uma trajetória no programa que agradou a maior parte do público, agora, Jade já ultrapassou os 19 milhões de seguidores e segue agregando valor ao seu perfil.  📈

 

Então, bora investir no marketing de influência?

 

A 7mídias tem as melhores estratégias para você! Você sabia? 🤓

Temos um serviço completinho pra te orientar em todas as estratégias de redes sociais – inclusive analisar se vale a pena apostar no marketing de influência!

Que tal fazer um orçamento com a gente? ⭐

ORÇAR AGORA!

Ah, e não deixe de seguir o nosso Instagram pra ficar sempre por dentro das tendências do marketing!

siga no Instagram!

 

 

fundo rosa com logo do tik tok

TikTok: minha empresa precisa estar nesta rede?

By Redes sociais No Comments

Na 7mídias sempre te aconselhamos a estar presente no máximo de redes sociais que puder — claro, desde que consiga alimentá-las —, e não seria diferente com o TikTok.

Aliás, você já deu uma olhada nos números dessa rede?

  • mais de 3 bilhões de downloads no mundo
  • está disponível em 141 países
  • o Brasil é o segundo país que mais utiliza o TikTok, ficando atrás apenas da China, criadora do app
  • 9 entre 10 usuários entram no aplicativo várias vezes ao dia

dados sobre o tiktok

O TikTok é o primeiro aplicativo a atingir a marca de 3 bilhões de instalações dentre os apps que não pertencem ao Facebook e que não são classificados como “jogo”.

Só no primeiro semestre de 2021 foram feitas 383 milhões de instalações pela primeira vez pelas plataformas do IOS e Play Store. 

De acordo com dados, 90% dos usuários do TikTok ao redor do mundo acessam o aplicativo diariamente e, grande parte deles, várias vezes no mesmo dia.

Okay, but… o que é (exatamente) o TikTok?

Uma plataforma de vídeos curtos! 📱

A mecânica é super fácil. Você grava vídeos, edita com efeitos e textos, adiciona uma música e… pronto! Olha só:

@_pequenalo

Assim de saúde

♬ Me Libera – Banda Djavú & DJ Juninho Portugal

Se você tem familiaridade com o Instagram, já deve conhecer os reels! Então, os reels têm a usabilidade parecidíssima com a do TikTok.

Essa ferramenta é a tentativa do Instagram de não perder os usuários para a “rede vizinha”. 

👉  “Rede vizinha” é como os usuários do Instagram se referem ao TikTok na plataforma porque existem suspeitas de que usar o termo pode comprometer o engajamento da postagem na rede.

TikTok é geração Z 


Isso significa que os conteúdos produzidos pra essa rede são bem específicos porque demandam um formato inédito de interações e mudanças na linguagem.

Não é uma tarefa fácil, mas, encontrando uma boa estratégia, os resultados serão surpreendentes. 

Certo, mas e se o meu público não estiver ali, vale investir?

Essa resposta demanda uma análise minuciosa pensando não só no presente, mas também no futuro da rede já que, apesar do crescimento vertiginoso, é um app muito recente. 

No site do TikTok, a empresa se apresenta como receptiva a todos os públicos.

Há algo aqui para toda a família – se você está procurando alcançar a Geração Z, a Geração Y, pais ou avós, todas as idades se reúnem aqui para se divertir – e inúmeras subculturas se reúnem aqui para compartilhar suas últimas descobertas.

– TikTok for Business

E a tendência é que esse público só aumente. Quanto mais popularidade o app ganhar, mais as pessoas terão curiosidade para criarem suas contas na rede.

☝️ Nesse caso, sim, vale investir na desde já! Começar a se estruturar no TikTok para receber o público com um perfil forte e preparado é muito importante!

Então, bora de dicas pra saber como fazer isso?

3 dicas para produzir conteúdo de marca no TikTok


#1 Promova novos aprendizados para o público


No TikTok tem espaço pra tudo porque é muito leve consumir conteúdos na rede.

Curiosidades, futebol, dancinhas, desafios e dicas. Em alguns minutos você pode aprender muitas coisas novas.

Nesse caso, uma boa dica pra divulgar a sua empresa de maneira sutil é ensinar ao público dicas e curiosidades interessantes sobre o seu nicho.

Como nesse exemplo super maneiro do analista financeiro Victor Savioli.

@victorsaviolioficial

Top 3 coisas para analisar na hora de escolher uma ação! #victorsavioli #análisedeações #bolsadevalores #investimentos

♬ som original – Victor Savioli, CNPI

 

Ele tem 28 anos e era analista de crédito da gestora do banco de investimentos americano JPMorgan.

Em dois meses respondendo dúvidas sobre investimentos no TikTok, Victor já alcançou a marca de 160.7 mil seguidores, enquanto no Instagram tem apenas 7,5 mil.

#4 Faça parceria com influenciadores


Essa é uma excelente estratégia que, além de dar muita visibilidade à sua marca, poupa o seu tempo de planejar e produzir conteúdo porque os influenciadores farão isso por você.

@magalu

A parte mais difícil! #challengedemaquilante #TemNoMagalu #MagaLu @leticiafgomes

♬ som original – Lu do Magalu

 

Bem como no exemplo acima, o único trabalho da Magalu foi compartilhar a publicação da @leticiafgomes.

Existem muitos formatos pra estabelecer parcerias, mas o interessante é que você escolha o influenciador que melhor corresponde ao perfil da sua empresa.

No exemplo da Magalu eles optaram por um desafio, mas olha esse outro exemplo do @diegodiego:

@diegodiego_

É ou não é?? 😂 Ah, aproveita e corre na #HBOMax que tá cheeeia de desenhos incríveis do @cartoonnetworkbrasil !! #publi

♬ som original – Diego Cruz

 

#5 Configure um perfil comercial no TikTok


O TikTok também oferece a opção de contas comerciais!

Nessa configuração é possível acessar as métricas de desempenho, os insights da audiência e as ferramentas de criação.

De acordo com a plataforma, esses instrumentos possibilitam que “as empresas pensem como profissionais de marketing e ajam como criadoras de conteúdo”.


Anuncie no TikTok

Além disso, é possível criar campanhas na plataforma!

O Ads Manager do TikTok também oferece ferramentas fáceis de utilizar para criar e gerenciar anúncios. Então é só escolher o seu objetivo, selecionar o seu público, definir um orçamento, criar o seu anúncio e acompanhar as métricas alcançadas. 💪

7mídias é o olhar pro futuro!


Por aqui estamos sempre de olho nas tendências do marketing e queremos trazer você com a gente!

A melhor estratégia de marketing sempre começa com conhecimento do terreno e um bom planejamento.

Então, quer uma dica? Antes de pensar em como sua empresa pode atuar na rede, baixe o app e estude suas funcionalidades e os conteúdos produzidos por lá.

E, claro, entre em contato com a gente porque a 7mídias te ajuda a definir as melhores estratégias para as suas redes. 🌟

Agende uma conversa sem compromisso!

Esperamos que este artigo tenha ajudado você!

Siga nossas redes pra estar sempre por dentro do que acontece na 7mídias.

Siga nosso Instagram

Um beijo e até a próxima,

Gabi

marketing pessoal no linkedin

Marketing Pessoal: como usar o LinkedIn pra você e sua empresa

By Redes sociais No Comments

Você já aprendeu como usar o Linkedin no marketing da sua empresa. Com este primeiro post — que, aliás, fez sucesso no Instagram da 7mídias 🙂 — recebemos uma série de dúvidas que nos trouxeram a um novo tópico:

Como usar meu LinkedIn pessoal?

Explorar seu perfil no LinkedIn não só te ajuda a trabalhar seu marketing pessoal como também serve de esforço extra para aumentar o alcance da sua empresa.

Nesse post vamos mostrar como você pode fazer isso de maneira rápida e fácil. Boa leitura!

👉 ATENÇÃO! Essa é a parte 2 de um conteúdo sobre o LinkedIn.

Se quiser entender melhor o que é LinkedIn, quais são seus diferenciais e se você deve usá-lo no marketing da sua empresa, clique aqui.

Por que usar o LinkedIn?

Vamos fazer um exercício:

Pense em um colega com quem não conversa há anos, mas que você segue no Instagram.

De repente, ele começou a postar diariamente 2 ou 3 fotos de uma viagem que está fazendo em Aruba. E aí você passou a ver essas imagens todos os dias no seu feed.

Fazia anos em que você não pensava nessa pessoa, mas, graças às suas postagens, ela passou a ter uma certa relevância pra você.

Se algum dia você estiver conversando com seus amigos e algum deles comentar sobre Aruba, provavelmente você se lembrará desse colega. Talvez até peça dicas de viagem a ele se algum dia resolver visitar o país.

Percebeu que, apenas por estar presente, essa pessoa começou a ser notada e, mais do que isso, você passou a prestar atenção no que ela estava falando?

Mesmo sem querer, ela trabalhou seu próprio marketing pessoal e é justamente isso que pode ser feito no LinkedIn.

Assim como o seu colega no Instagram, quando você começa a aparecer frequentemente no LinkedIn, seus seguidores passam a notar sua presença e a prestar mais atenção ao que você está falando.

E, como essa é uma rede profissional, elas fazem isso ligando quem você é à sua carreira.

E não é só o seu marketing pessoal que se beneficia com isso.

Trabalhar seu perfil pessoal no LinkedIn é uma via de mão dupla: é bom para o seu marketing pessoal e, de quebra, para o da sua empresa.

Por exemplo: nós temos uma cliente que é professora de italiano em uma famosa escola de idiomas aqui no Rio.

Diariamente, ela compartilha conteúdos no LinkedIn. Desde truques para aprender o idioma até certificados, e mesmo fotos de eventos ou workshops de que ela participou com sua empresa.

O ponto é: ela fala tanto do seu dia a dia profissional e de sua empresa que quem vê de fora a associa a uma excelente profissional.

Pensa com a gente: alguém que se considera um mau profissional não compartilharia tanto os seus feitos, certo?!

É uma conta muito simples: quanto mais você participa do LinkedIn, mais as pessoas prestam atenção em você e na sua carreira.

Marketing pessoal: gráfico relacionando participação na rede ao aumento do awareness

No fim das contas, nós podemos nem querer aprender italiano agora. Mas, se algum dia quisermos (ou soubermos de alguém que queira), vamos saber quem indicar.

E não só a professora, como também a instituição em que ela trabalha.

Isso porque nós entendemos que um ótimo profissional trabalha em uma ótima empresa, e que uma ótima empresa emprega um ótimo profissional.Marketing pessoal: Gráfico conectando um ótimo profissional a uma ótima empresa

Por isso, se você é dono de uma empresa, é interessante trabalhar não só o seu perfil pessoal mas também estimular que seus funcionários tirem um minuto dos seus dias para fazer o mesmo.

E, claro, se você é um profissional liberal e/ou autônomo, essa ideia vale também. Só que, nesse caso, você é sua própria empresa 😉

Como usar o LinkedIn no seu Marketing Pessoal

Assim como as outras redes sociais, não existe uma regra geral para se destacar no LinkedIn.

É muito de experimentar, encontrar o seu público, seu conteúdo, entender os seus horários… Inclusive, algumas empresas de Marketing Digital têm como uma de suas especialidades fazer a manutenção de páginas do LinkedIn (como nós!).

Claro que existem algumas ações que podem otimizar esse trabalho. De todas elas, duas são essenciais para começar esse trabalho: postar com consistência e ter um perfil de arrasar.

1. Poste com consistência

Lembra do seu colega em Aruba?

Você só começou a prestar atenção em sua existência graças à consistência do conteúdo que ele postava: além de frequente, abordava o mesmo assunto sempre.

Só que no LinkedIn você não vai postar fotos suas em roupa de banho 😂

Então, o que postar?

Agora você também pode estar pensando: “poxa, mas eu já gasto tanto tempo postando no Facebook, Instagram, Twitter… Vou ter que usar mais uma rede social?”.

Calma :), porque não precisa ser algo sofrido.

Não é pra fazer do LinkedIn um bicho de sete cabeças, uma tarefa que você adia o dia inteiro ou que toma muito do seu tempo.

Nossa proposta é que você comece aos poucos, aproveitando o que já faz no dia a dia, para ir pegando o jeito e gosto com o tempo.  

A. Compartilhe conteúdos interessantes sobre a sua área

Antes de mais nada, responda: com que área você quer trabalhar?

Considerando que ela seja interessante pra você, é provável tem tenha o hábito de buscar por conteúdos relacionados.

Por exemplo, nós somos uma agência de marketing digital (oi!) e, claro, buscamos sempre aprender mais sobre esse universo.

Por isso, é natural que faça parte do nosso cotidiano acessar blogs, sites e vídeos que abordem esse tema.

Você também faz isso?

Então, da próxima vez em que você ler um artigo interessante relacionado à sua área de trabalho, ao invés de fechar o navegador quando terminar de ler, compartilhe-o no LinkedIn.

Não dá nenhum trabalho! Vocês simplesmente vai pegar algo que você sempre faz e explorar dentro de um novo potencial.

Muitos sites já têm pronto um botão de compartilhamento. É só clicar para automaticamente postar no seu feed (by the way, esse post também tem um, se quiser! ;)). Mais fácil que isso, só dois disso, né?!

Maaas, se você quiser fazer um comentário, uma ponderação ou uma crítica ao que está compartilhando, melhor ainda!

B. Compartilhe conteúdos da sua empresa

A sua empresa tem uma Company Page ativa no LinkedIn?

Se não, veja aqui como criar uma e dicas para fazer ela bombar!

Se sim, aproveite para compartilhar as postagens que ela faz.

Quando mencionar sua empresa, as pessoas vão se atentar para ela também.

Se você é profissional liberal e/ou autônomo e não tem uma Company Page, essa é a oportunidade para compartilhar postagens de empresas com as quais você tem vontade de trabalhar. Ou mesmo explorar um conteúdo mais completo criado por você, que tal?!

Nossa sugestão para garantir um equilíbrio perfeito é alternar entre o conteúdo de terceiros e esses conteúdos internos.

Assim não fica parecendo que você é apenas uma propaganda ambulante do seu negócio — o que pode ser bastante cansativo.

C. Poste sobre o seu dia a dia profissional

Quando falamos em postar sobre o seu dia a dia, não estamos falando para compartilhar fotos do seu almoço ou da sua nova decoração de mesa (isso você pode deixar para o stories no Instagram! ;)).

Tente trazer um olhar mais sério.

Talvez você tenha participado de algum congresso interessante. Ou se reunido com algum cliente bacana que valha a pena compartilhar.

Aproveite esses momentos da rotina profissional para destacar a importância do seu trabalho.

2. Tenha um perfil irresistível

Imagina assim:

Você começou a postar no LinkedIn.

Suas postagens são interessantes, geram engajamento e acabam chamando a atenção de alguém. Aí, essa pessoa resolve visitar o seu perfil e… ele está incompleto!

Perfil de LinkedIn incompleto
Você se interessaria por essa pessoa?

É um pouco (para não dizer muito) desanimador.

Fazendo um paralelo, imagine uma pessoa com um currículo incrível. Você agenda uma entrevista de emprego com ela e fica bastante otimista com esse encontro. Mas, ao chegar lá, ela está vestida totalmente descaracterizada para a vaga.

Não adianta negar, essa primeira impressão conta muito!

Enxergue o seu perfil como sua roupa para uma entrevista de emprego. Tenha um cuidado extra com ele.

A. Use uma imagem de capa legal

A gente acredita que pelo menos uma foto de perfil você já tem (se não, essa é a primeiríssima coisa que você deve fazer!), então vamos focar na sua imagem de capa.

O conceito de imagem de capa no LinkedIn é bem parecido com o do Facebook: é uma foto retangular horizontal que fica no topo do seu perfil e, junto com a sua foto, é uma das primeiras coisas vistas quando alguém o acessa.

E, mesmo assim, é impressionante a quantidade de profissionais que não se dão ao trabalho de mudá-la!

Perfil no LinkedIn do Obama

Poxa, Obama! A gente vai relevar dessa vez 😛

Mais impressionante ainda se considerarmos o potencial que essa imagem tem de transmitir seus valores profissionais em milésimos de segundo.

Aproveite esse primeiro impacto e transmita os seus valores profissionais.

Olha a capa do Neil Patel, um inglês que entende muito de Marketing Digital (e de marketing pessoal também!):

Perfil do Neil Patel no Linkedin

Não precisa fazer uma superanálise de design para perceber como ele conseguiu transmitir informações relevantes com eficiência e agilidade.

“Mas eu não sei mexer no Photoshop, nem tenho nenhum amigo designer. Como vou fazer isso?”

Sua imagem de capa não precisa ser um mega projeto gráfico cheio de efeitos.

Na verdade, ela pode ser só uma foto. A internet está cheia de banco de imagens gratuitos com imagens lindas.

O mais importante é que ela transmita quem você é profissionalmente

Se você é um empresário do ramo de esqui, não tem muito a ver usar uma imagem de capa com uma foto de uma praia em um dia de sol, não é? 😉

Capa simples no perfil do LinkedIn

Essa é a capa da Vivi, diretora comercial aqui na 7mídias. Estamos falando de uma fotografia relativamente simples, mas que já dá uma boa ideia do tipo de profissional que ela é 😉

B. Seja objetivo no seu perfil

Agora que cuidamos da parte visual, é hora de olhar pro seu conteúdo.

Logo embaixo da imagem de capa e da foto de perfil existe um espaço para a sua descrição profissional.

Nele, você deve dizer quem é, quais são suas missões, valores e o que deseja alcançar.

Sabemos que dá pra escrever um livro apenas refletindo sobre essas questões, mas no LinkedIn vamos buscar ser o mais sucintos possível.

Pense que quem visita seu perfil tem pouco tempo e pode acabar se desinteressando ao se deparar com parágrafos e mais parágrafos de texto.

Por isso, quando for descrever o seu perfil, é sempre bom ter em mente essas três regras:

  • Ser objetivo.
  • Usar palavras-chave.
    O LinkedIn também trabalha com SEO (veja o que é e como usar aqui). Por isso, é interessante que você use as palavras-chave relacionadas ao seu trabalho para ajudar a destacar o seu perfil nas buscas.
  • Falar em tópicos.
    Dê uma olhada nesse último parágrafo. Você assimilou essas informações mais rapidamente porque elas estavam em tópicos.

C. Descreva suas atividades

O LinkedIn é um currículo online, por isso, você deve escrever sobre seu atual emprego e sobre seus antigos também.

E aqui valem as mesmas regrinhas do tópico anterior: ser objetivo, usar palavras-chave e falar em tópicos.

Olha só como é o perfil da nossa estagiária de Design:

Descrição das atividades descrita em tópicos no LinkedIN

Assim, com uma rápida olhadinha, você já consegue absorver todas as suas tarefas e funções dentro da empresa. Que é justamente o intuito dessa ferramenta.

Bora bombar no LinkedIn?

Se você é como a gente, provavelmente deve estar ansioso para ir editar agora o seu LinkedIn (a gente também fica assim toda vez que faz um workshop sobre ele rs!).

Em tempos com o nosso, em que (quase!) tudo se passa online, é fundamental entender o potencial dessa mídia e também como trabalhá-la eficientemente para o seu marketing pessoal.

Essa foi só uma pincelada por alguma das ações que você pode tomar para trabalhar sua conta.

Se ficou curioso para saber o que mais pode ser feito para aumentar o seu alcance e melhorar o seu marketing pessoal dentro do LinkedIn, vem tomar um café com a gente!

Vamos traçar juntos um planejamento estratégico para o seu perfil então se destacar, com honestidade e eficiência 😉

Agora conta pra gente: que achou do post? Se tiver alguma dúvida, só deixar nos comentários 🙂

Quer mais conteúdo legal assim? Então siga nossas redes sociais e fique sempre de olho no nosso blog! (:

Um abraço e até a próxima!

guia para linkedin

Marketing Empresarial: como usar o Linkedin para fazer o seu negócio crescer

By Redes sociais 5 Comments

Você certamente já ouviu falar no LinkedIn. Talvez até tenha uma conta nesta rede social. Mas, fala a verdade, já pensou em usá-la como parte de sua estratégia de marketing empresarial?

Frequentemente, muitos clientes chegam aqui na 7mídias focados em trabalhar apenas dois canais: o Facebook e o Instagram.

Isso porque se convencionou que essas são as únicas redes sociais trabalhadas pelo marketing digital que são efetivas.

Mas isso não é verdade.

Existem várias outras mídias que podem ser usadas para prospectar novos clientes para o seu negócio.

(Inclusive, já mostramos uma delas, que é o blog — aprenda mais sobre isso aqui!)

O próprio LinkedIn é uma ótima ferramenta para atrair novos clientes organicamente (ou seja, de graça).

Mostraremos como fazer isso neste post 😎

Vamos destrinchar o que é o LinkedIn e qual o seu verdadeiro potencial no mercado, e depois explicar como usá-lo a favor do seu marketing empresarial.

Esperamos que goste e boa leitura! 🙂

O que é LinkedIn

Vamos começar pelo básico:

O LinkedIn é a “rede social do trabalho”.

Focado no mundo corporativo, ele permite que seus usuários preencham um perfil pessoal com informações sobre seu(s) emprego(s) e atividades, entrem em contato com recrutadores e participem de grupos de discussão sobre diferentes assuntos.

Alguns dados quantitativos sobre ele:

  • Tem mais de 500 milhões de usuários ao redor do mundo (dados do dia 16/03/2018).
  • O Brasil é o 3º país com maior participação no LinkedIn, com mais de 45 milhões de usuários (dados do dia 16/03/2018).

Presta atenção nesse último fato: somos mais de 45 milhões brasileiros ativos no LinkedIn!

O que isso significa? Que são MUITAS pessoas para serem atingidas dentro dessa rede!

E aí você pode falar o seguinte: “Beleza, é muita gente. Mas, se compararmos aos 127 milhões de usuários brasileiros no Facebook (dados de 18/07/2018), não é tanta coisa assim…”.

Nós te entendemos.

Se o Facebook e o Instagram têm mais usuários ativos, por que estamos aqui dizendo que o LinkedIn talvez seja mais estratégico pra você e seu negócio?

E é agora que te contamos o grande diferencial do LinkedIn 😎:

“As pessoas passam o tempo em outras mídias sociais. Mas elas investem tempo no Linkedin.”

Como o Linkedin se diferencia das outras redes sociais?

Pensa com a gente: em quais ocasiões do seu dia você acessa o Facebook ou o Instagram?

Provavelmente quando quer relaxar, quando está esperando por algum compromisso ou quando quer se distrair, certo?

Percebe que esses momentos são de descanso ou de quando precisamos preencher nosso tempo? Em nenhum deles estamos de fato nos dedicando a essas redes.

Já com o LinkedIn é diferente.

Por ser um espaço com foco profissional, entendemos que tudo o que é dito ali pode influenciar a nossa imagem dentro do mercado e, por isso, buscamos apresentar a nossa melhor imagem com comentários relevantes, interessantes e inteligentes.

E para fazer isso, precisamos ler com atenção o que está sendo dito lá (para não corrermos o risco de fazer um comentário bobo, irrelevante ou equivocado — o que seria péssimo para a nossa imagem).

Por isso, as chances de o conteúdo compartilhado ser realmente absorvido são maiores no LinkedIn.

Outros benefícios do LinkedIn

1. Ajuda sua empresa a permanecer top of mind.

Como em qualquer outra rede, se um bom trabalho é feito dentro do LinkedIn, a tendência é que seus usuários prestem mais atenção no seu negócio.

Ao considerar seu conteúdo relevante, esse público passa a enxergar a sua empresa como referência em sua área de atuação.

Ou seja, quando ele precisar de serviços do seu escopo, lembrará que seu negócio é um especialista nele e provavelmente buscará por sua ajuda.

Lembrando que:

Como o LinkedIn é um ambiente profissional, seu público é mais escolarizado e sério. Portanto, antes de mais nada, vale entender se este público é realmente um mercado interessante pra você.

2. Ótimo para transações B2B

B2B é uma sigla usada para definir transações entre empresas (ela significa Business To Business).

E o LinkedIn é um ótimo ambiente para realizar esse tipo de atividade.

Vamos dar um exemplo:

Somos uma agência de marketing digital (olá! 😎) e descobrimos uma empresa que tem potencial para ser nosso cliente.

Podemos fazer duas coisas:

  1. Preencher o formulário de contato que essa companhia disponibiliza em seu site e torcer para não cair em uma caixa de e-mail lotada com outras prioridades.
    OU
  2. Entrar em contato diretamente com o CEO / dono / tomador de decisão dessa empresa pelo LinkedIn.

As chances de esse segundo contato ser mais bem sucedido são maiores.

Afinal, estamos falando de uma comunicação mais “humanizada” e, portanto, com maior poder assertivo.

Além disso, esta é uma rede profissional, e ações do tipo fazem parte da etiqueta do ambiente. Você e sua empresa não serão vistos com maus olhos porque quem está lá está pré-disposto a abordagens como essa.

3. Menos concorrência

Afinal, já que todo mundo acredita que só o Instagram e o Facebook são o segredo do sucesso online, menos empresas estão trabalhando essa rede, abrindo mais espaço pra sua brilhar! ⭐

O LinkedIn funciona para todos os tipos de negócios?

Não necessariamente.

Cada nicho de empresa se destaca melhor em um tipo de rede social.

Por exemplo, uma loja de roupas provavelmente terá mais sucesso no Instagram, que é uma plataforma mais visual.

Já um restaurante pode tirar mais vantagens do Facebook, onde consegue oferecer acesso a informações sobre sua localização, seu preço e horários e receber avaliações do seu serviço.

Tudo depende do foco da sua empresa.

Então, qual tipo de empresa funciona melhor no LinkedIn?

Não existe uma resposta certa.

Mas pense em serviços com potencial de informar via conteúdos mais robustos, passar autoridade e mesmo criar conexões profissionais.

Como usar o LinkedIn para divulgar minha empresa?

Como qualquer outra rede, o LinkedIn demanda cuidado, atenção e uma estratégia inteligente.

Estruturalmente, ele é bem parecido com o Facebook. Seu grande diferencial está no mindset, mais voltado para um universo mais formal e profissional.

1. Tenha uma Company Page incrível

O primeiro passo para trabalhar seu marketing empresarial é criando uma Company Page.

Company Page é um perfil empresarial dedicado a sua empresa (fazendo um paralelo, seria o que as Páginas são no Facebook).

Assim como nas Páginas do Facebook, na Company são apresentadas informações sobre a sua empresa. Também é possível postar conteúdos que seus seguidores podem comentar, curtir e / ou compartilhar.

Além disso, o próprio LinkedIn oferece uma ferramenta com métricas sobre a sua página — como o crescimento do seu engajamento e do seu número de impressões — para você ter insights sobre como estruturar melhor o seu marketing empresarial.

Como criar uma Company Page no Linkedin

  1. Cole esse link no seu navegador: www.linkedin.com/company/setup/new
  2. Escolha o tipo da sua empresa e preencha as informações básicas sobre ela. E pronto! 🙂

1.2. Personalize a URL da sua Company Page

O campo para personalização da URL da sua Company Page aparece logo quando são preenchidas as informações básicas sobre a empresa.

Quando você cria uma URL personalizada, a página passa a ter o seguinte endereço: https://linkedin.com/company/nome-da-sua-empresa. Muito melhor do que vários número aleatórios, né? 😉

Essa URL é importante porque usuários do LinkedIn e ferramentas de pesquisa a utilizam para localizar sua página.

1.3. Use uma boa imagem de capa

A imagem de capa é a foto retangular que fica bem no topo da Company Page.

Ela será a primeira coisa que seu (potencial) cliente verá quando acessar a página, junto a sua assinatura gráfica (também chamada muita vezes de logo).

Como é uma imagem de capa no LinkedInessa é a imagem de capa da 7mídias!

Quando criar sua imagem, é importante que ela atenda a esses três pontos:

  • Ter um bom design.
  • Transmitir os valores da sua empresa.
  • Estar de acordo com as diretrizes da sua identidade visual.

1.4. Preencha o perfil da sua Company Page

Parece uma dica óbvia, mas muitas empresas sequer se dão o trabalho de preencher todos os dados de sua página.

O LinkedIn oferece campos de preenchimento sobre a localização do seu negócio, seu número de funcionários e seu site.

E, claro, o mais importante: sua Visão Geral.

A Visão Geral é a descrição da empresa.

Exponha de maneira objetiva e direta o que é a empresa, seus objetivos e seus valores.

Importante ter em mente que o LinkedIn trabalha com SEO em suas pesquisas internas. Veja aqui o que é SEO e como usá-lo corretamente.

2. Compartilhe conteúdo de qualidade no LinkedIn

Ter um perfil completo é o primeiro passo para trabalhar seu marketing empresarial.

Mas ele é o mínimo do que você precisa fazer.

Isso significa que, se alguém procurar por sua empresa, ela estará apresentável.

Mas, para realmente começar a atingir novas pessoas e prospectar novos negócios, é preciso falar, mostrar quem sua empresa é e o que ela oferece.

E você faz isso por meio de postagens na sua Company Page.

O que postar?

Antes de mais nada, é preciso conhecer seu público-alvo e ser relevante para ele.

Lembre-se que os assuntos compartilhados precisam transmitir os valores da sua empresa.

Vamos supor que você tenha uma clínica de psicologia infantil e uma marca de bebidas alcoólicas tenha lançado uma embalagem nova, totalmente biodegradável.

Por mais que você pessoalmente tenha adorado essa ideia e ache que todo mundo precisa saber sobre ela, não é sobre isso que seus clientes desejam saber quando buscam pela sua empresa.

E compartilhar essa notícia pode acabar se refletindo negativamente, seja em uma baixa taxa de engajamento, seja no enfraquecimento da marca.

Por isso, pondere sobre os conteúdos antes de postar, de modo que sua empresa seja honesta com aquilo que vende.

Com que frequência postar?

Assim como em um blog, é importante criar e compartilhar conteúdos com frequência.

Aqui temos uma vantagem: ele não precisa ser de sua autoria. Compartilhe artigos, vídeos, e-books que você sabe que seu público gosta.

O ideal é ter conteúdo novo pelo menos uma vez por dia.

Se for muito difícil, se esforce em ter no mínimo uma vez por semana.

Qual o melhor horário para postar?

Lembre-se que o LinkedIn é (para muitos) uma ferramenta de trabalho.

Então, o comum é que seus usuários estejam ativos durante os dias de semana e no horário comercial.

Mas a verdade é que não existe um horário mágico que funcione para todo mundo.

Por isso indicamos que realize testes e analise as métricas para descobrir qual o melhor horário para o seu negócio.

Veja os dados fornecidos pelo LinkedIn que citamos acima e analise o que está dando certo e o que não está para traçar novas estratégias de marketing empresarial.

Definitivamente, não é uma descoberta feita do dia para a noite 😉

Mas é isso: criar, alimentar e monitorar mídias digitais é algo que demanda atenção e disciplina. E com o LinkedIn não seria diferente.

Mesmo assim, é um trabalho essencial para aumentar o awareness da sua empresa dentro do mercado — e, consequentemente, suas vendas.

Se você acha que não consegue dar conta de tudo isso, já considerou chamar uma empresa especializada para trabalhar sua estratégia empresarial no LinkedIn?

Esperamos ter te ajudado! E, se tiver alguma dúvida, é só deixar nos comentários.

Quer mais conteúdo legal assim? siga nossas redes sociais e fique sempre de olho no nosso blog! (:

Um abraço e até a próxima! 😉