fbpx Skip to main content
0
Tag

#mídiassociais

marketing de influência: o que preciso saber?

By Redes sociais One Comment

Você conhece o marketing de influência?

Nos últimos anos, as redes sociais têm cada vez mais relevância nas nossas vidas – e não só pelo entretenimento, viu? 😎 

Elas se tornaram uma ferramenta  importantíssima quando o assunto é marketing! 🔧

 

o que é marketing de influência?

 

Em primeiro lugar: o marketing de influência nada mais é do que a divulgação estratégica de produtos, serviços e/ou marcas por meio de influenciadores digitais, que estão presentes nas mais variadas plataformas de mídias. 

O objetivo dessa estratégia é aumentar a autoridade, a relevância, expandir o público e, finalmente, converter tudo isso em vendas. 🤝💲

 

tá, mas como o marketing de influência funciona?

 

Às vezes, as pessoas ficam um pouco confusas sobre o funcionamento do marketing de influência, uma vez que ele está diretamente ligado ao mundo digital – com o qual nem todo mundo tem tanta familiaridade 😅

Então, relaxa! Vamos te dar uma ajudinha! ❤️

 

 

Antes de mais nada, no quesito marketing, os influenciadores digitais têm como principal função validar o consumo da marca, produto ou serviço que divulgam e levar o público da sua empresa a consumir o mesmo. 

Quase como um selo de aprovação, sabe?✅ 

Ou seja, a empresa responsável pelo que tá sendo divulgado não tem tanto trabalho pra conquistar um novo público: ela se beneficia do que já vem no “combo” do influenciador.

Mas lembre-se: influenciador não é vendedor! ⚠

 

influenciador não é vendedor 

 

Hoje em dia, o debate sobre a questão do influenciador digital é focado principalmente no que ele promete e entrega X o que a marca espera.

Muitas marcas chegam até um influenciador com uma expectativa de ter um aumento absurdo de vendas 🤦‍♀️ – quando, na realidade, é um processo gradual e indireto. 

Justamente porque o influenciador não atua como vendedor e sim como mediador da relação entre o público e a empresa. 😉

 

algumas vantagens do marketing de influência

 

Uma vantagem dessa estratégia é a fidelidade de uma boa parcela dos seguidores do influenciador, que confiam e se espelham naquela pessoa – então são influenciados por ela. 😎

Além disso, os influenciadores são mais próximos do público do que as celebridades, o que cria uma relação mais horizontal com a galera que a empresa quer se conectar. 🫂

Por último, mas não menos importante: os influenciadores já têm seus nichos bem definidos, o que vai ajudar – e muito – a direcionar seu produto ou serviço pro público certo. 🎯

 

os tipos de influenciadores

 

Existem vários tipos de influenciadores. Eles são classificados de acordo com seu número de seguidores. 🧮

  • nano-influencer – de mil a 10 mil
  • micro-influencer – de 10 mil a 50 mil 
  • mid-tier – de 50 mil a 500 mil
  • macro-influencer – de 500 mil a 1 milhão
  • mega-influencer – + de 1 milhão

Dica: não subestime os nano e micros! Influenciadores menores tendem a ter um público mais próximo e mais fiel. Assim, a chance dessas pessoas serem efetivamente influenciadas é bem maior. Te contaremos mais detalhes num próximo post 🙃

 

exemplos de marketing de influência: BBB📺

 

juliette🌵

 

Você lembra da Juliette Freire? Sim, aquela do BBB 21🙃 

Ela se tornou um fenômeno do Instagram enquanto participava do reality show, acumulando mais de 33 milhões de seguidores até hoje – você não leu errado: mais de 33 MILHÕES 🤯 

Por conta disso, recebeu muitas propostas de várias marcas e chegou a fazer parceria com empresas grandes, como a Pantene, a Avon e a C&A, que tiveram um ótimo retorno! 

 

Juliette Freire em parceria com a Pantene

(Foto: Reprodução/Instagram: @juliette)

 

jade picon 🌪

 

Outro bom exemplo da importância do marketing de influência é a Jade Picon, também participante do BBB, da edição de 2022. 

Diferente da Juliette, a Jade já era influenciadora e contava com cerca de 15 milhões de seguidores antes mesmo de entrar no programa. 

Jade Picon

(Foto: Reprodução/Instagram: @jadepicon)

 

Pela relevância que ela tem no Instagram, um dos memes que mais repercutiram durante o BBB foi o da comparação do prêmio de 1,5 milhão ao valor de um story da Jade para divulgar alguma marca ou produto 👀

E, ainda durante o programa, muitos looks usados pela gata 😺 ESGOTARAM em lojas e sites. 

 

Apesar de não ter tido uma trajetória no programa que agradou a maior parte do público, agora, Jade já ultrapassou os 19 milhões de seguidores e segue agregando valor ao seu perfil.  📈

 

Então, bora investir no marketing de influência?

 

A 7mídias tem as melhores estratégias para você! Você sabia? 🤓

Temos um serviço completinho pra te orientar em todas as estratégias de redes sociais – inclusive analisar se vale a pena apostar no marketing de influência!

Que tal fazer um orçamento com a gente? ⭐

ORÇAR AGORA!

Ah, e não deixe de seguir o nosso Instagram pra ficar sempre por dentro das tendências do marketing!

siga no Instagram!

 

 

posts: como acertar nas postagens do LinkedIn

LinkedIn: a postagem certa para o público certo

By Redes sociais No Comments

E aí, pessoal? Prontos pra falar sobre a terceira rede social mais usada no Brasil? O LinkedIn tem uma proposta completamente diferente das outras redes, mas ganhou um espaço considerável nos nossos hábitos.

Como vimos no post sobre Redes Sociais, enquanto a maioria das mídias que utilizamos são de entretenimento ou relacionamento, o LinkedIn é uma rede profissional e, por ter uma proposta bem diferente das outras, tem as suas peculiaridades — vamos ver algumas delas aqui nesse post!

Pra começar, ele soma mais de 550 milhões de usuários em todo mundo, e o Brasil ocupa a terceira posição no ranking dos países que mais utilizam a rede. 

Como a gente sabe, o LinkedIn tem um grande potencial pra profissionais e empresas, por isso é importante saber usá-lo pra aproveitar todas as suas vantagens.

Vamos nessa?!

Por que preciso entender como funciona o algoritmo do LinkedIn?

Bem, são eles que regem todo o funcionamento da rede.

E já que nos propusemos a te ajudar a definir a postagem certa pro público certo, precisamos conversar sobre este assunto determinante nessa equação: os algoritmos, tão queridos e tão temidos ao mesmo tempo.

Já ouvimos muita coisa sobre como os algoritmos do Google, do Facebook e do Instagram funcionam.

Eles são muito úteis pra que os usuários tenham uma boa experiência na página, mas, quando não são bem aproveitados, podem fazer com que nossos posts tenham um desempenho ruim. Portanto, muita atenção a eles! 🔍

Saber usá-los nos ajuda a direcionar nossas postagens no caminho certo e, assim, ter mais sucesso com elas gerando engajamento no perfil, leads e — por que não? — clientes. 

É possível alcançar bons resultados mesmo sem investir dinheiro na página, mas pra isso precisamos entender os recursos básicos do LinkedIn e como ele funciona pra esse trabalho mais estratégico.

Do que nós precisamos?

  • Fazer com que os nossos posts tenham um bom alcance orgânico
  • Gerar engajamento na nossa página
  • Nos tornar uma fonte de conteúdo segura e confiável dentro do nosso nicho

Pra isso, precisamos, antes de mais nada, conhecer o algoritmo da rede e fazê-lo trabalhar ao nosso favor. 

Gif: Gato estudando estratégias para Linkedin
o algoritmo do LinkedIn

Pra cada usuário, o LinkedIn prioriza os conteúdos que são mais interessantes e mais recentes no feed.

📍 Só por aí já conseguimos perceber que conteúdo relevante e frequência são peças-chaves no nosso planejamento. 

Mas vamos seguindo porque falaremos disso mais pra frente aqui no post.

O LinkedIn considera 2 coisas na hora de ranquear os posts na linha do tempo do usuário:

☝ a reputação da página que criou o conteúdo e o engajamento dela
os assuntos que estão em alta no momento

Basicamente, o LinkedIn filtra o post em 4 etapas:

filtragem de posts no linkedin: 1. qualidade do post/ 2. engajamento/ 3. é relevante?/ 4. time de revisores1. Qualidade

É spam, é de baixa qualidade ou é um bom conteúdo?

A fase 1 do nosso desafio é feita por um robozinho que analisa postagem a postagem 🤖 e define se esse conteúdo será barrado ou seguirá adiante.

Veja como ele faz a classificação:

🙁  Spam: anúncios de produtos não relevantes ao público, posts que tenham interesse monetário, publicações feitas pra ganhar visibilidade sem um conteúdo interessante, posts que solicitam informações pessoais ou dinheiro e posts com links suspeitos.

😐  Baixa qualidade: conteúdos que não são relevantes, mas que ao mesmo tempo não são considerados spam. Esses conteúdos não são barrados e permanecem na jornada pras próximas fases do filtro. 

😊  Bom conteúdo: onde sempre queremos estar! Finalmente, são os posts relevantes e interessantes pro seu nicho.

2. Análise do engajamento

Passada a primeira fase, o algoritmo vai examinar como o post se saiu com o público alcançado: quantos comentários, curtidas e compartilhamentos gerou e como o público reagiu.

#Dica7mídias: Se a sua página ainda não tem um bom engajamento, tente expandir o número de conexões e peça aos seus amigos próximos interagirem com as suas postagens. Isso será de grande ajuda pra que o seu post tenha mais visibilidade! ⭐

Uma boa forma de gerar engajamento é adicionar CTAs (call to action ou chamada para ação) nas publicações. A razão é simples: quanto mais e quanto mais rápido as pessoas interagirem, melhor desempenho terá o post.

3. Foi um post interessante?

À medida que o público interage, o algoritmo filtra se aquele conteúdo deve ou não continuar aparecendo no feed dos usuários. 

É a hora da verdade: se tiver um bom engajamento, bora adiante, se não, nadamos e morremos na praia. 😞

O objetivo dessa etapa é prosseguir com o que for relevante e evitar dar visibilidade a páginas e publicações de spam.

Mas, se a sua página ainda tem um engajamento baixinho, não desanima, não! Daqui a pouco vamos dar algumas dicas pra melhorar o seu desempenho (vou aproveitar e já adiantar uma aqui!):

👉  Siga influenciadores, hashtags e crie conexões com pessoas e grupos do seu nicho, porque é mais provável que eles se interessem pelo seu conteúdo. 

O que acontece é que esse algoritmo mede o interesse do usuário pelas publicações, portanto, a boa é procurar nosso nicho e nos conectar!

4. Time de revisores

A quarta e última etapa é feita por humanos (sim, humanos! 🙅‍♀ 🙆‍♀)), e é a etapa que toda página deve sonhar em alcançar, mas é claro que nem todos os posts chegam lá.  

O time de revisores recebe apenas aquelas publicações que tiveram destaque e se saíram muito bem nas três primeiras etapas dessa jornada. Chegar até aqui é sinal de que você mandou muito bem!

Nesta última etapa os revisores classificam a relevância do post levando em consideração se aquele conteúdo é relevante de acordo com o interesse básico de todo e qualquer usuário da rede: o mundo profissional.

Se este post for importante pros profissionais, então ele vai continuar sendo visto!

É por isso que, diferente das outras redes sociais, no LinkedIn, às vezes vemos publicações de semanas atrás. Isso acontece porque provavelmente esse post mandou super nas filtragens que acabamos de falar aqui.

Legal, até aqui esse artigo abriu nossos olhos e provavelmente já nos fez entender onde estamos errando, mas vamos às soluções práticas?

Como planejar o meu LinkedIn?

Uma pequena pausa: pegue um papel e uma caneta pra anotar essas dicas e os insights que tiver. 📝

Anote todas as ideias que vierem na cabeça. Mais do que uma receita de bolo, o sucesso nas redes sociais deve ser adquirido por meio da experiência de cada usuário.

📍 O que acontece é que cada nicho se comporta de uma maneira e, por isso, o que é interessante pra um pode não ser relevante aos outros.

Vou listar aqui embaixo algumas regrinhas práticas que, quando aplicadas em conjunto, podem fazer a sua página crescer sem que você precise de qualquer investimento financeiro.

E fique à vontade pra acrescentar seus insights e usar a criatividade pra planejar a sua página. 💪

Lembre-se que, antes de definir o melhor caminho, sempre precisamos fazer testes! 

Então Voilà! 

1. que conteúdo postar no LinkedIn?

Antes de mais nada, aconselho que você leia o nosso post sobre conteúdo. 💡

👉  Nele falamos sobre a importância desse tema e compartilhamos alguns insights pra trazer bons resultados à sua marca.

Mas, se existe uma premissa pra alinhar qualquer estratégia pro LinkedIn, ela é: fale sobre o mundo dos negócios. Esse é o conteúdo pro qual os algoritmos da rede dão prioridade.

Portanto, procure sempre agregar valor ao seu público contribuindo pro seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Ofereça o que o seu público deseja (aqui entram as suas ideias, caro leitor!)

Poste dicas, conselhos profissionais, dê insights sobre o seu setor. Essa é a hora de se posicionar como referência no nicho, mas sem querer ser o dono da razão, hein! 🤓

2. fale sobre a sua empresa

Não há plataforma melhor que o LinkedIn pra falar sobre empresa, certo?

Esse é um dos conteúdos que mais geram interesse do público. 

Expressar a cultura e os valores da sua empresa, assim como os bastidores e o dia a dia são pautas que geralmente engajam porque tornam o seu feed mais humano.

No LinkedIn há espaço pra compartilhar experiências, conquistas e também pra motivar seus leitores. Só atente pra que esses conteúdos sejam relevantes e estejam adequados tanto ao tom da marca quanto ao da rede social.

Equilíbrio é tudo! ⚖

3. construa uma audiência coerente

Como vimos há pouco, nos filtros que o algoritmo do LinkedIn aplica nos posts, o interesse das pessoas pelos conteúdos faz toda a diferença no sucesso deles.

No caso de páginas de empresas, muitas vezes convidamos as nossas próprias conexões pra curtir o perfil e, com isso, o público acaba ficando meio bagunçado e até fora do nicho.

De nada adianta ter um grande público se ele não se interessa pelo conteúdo da sua página. Isso possivelmente não vai gerar engajamento, já que as suas publicações não serão relevantes a ele.

Por isso, tente construir uma audiência grande, mas qualificada. Que reúna o que chamamos de leads, ou seja, potenciais clientes.

Pra isso, defina as estratégias que podem gerar mais seguidores:

🧐  Fique de olho nas hashtags interessantes pra você.

💻  Divulgue seu perfil em outras páginas (blogs, sites e outras mídias).

💬  @mencione empresas maiores e influencers que admira — são os considerados Top Voices do LinkedIn, usuários confiáveis que escrevem conteúdos comumente aprovados pelo time revisores da plataforma.

Essas são algumas formas de encontrar conexões que se interessem pelo seu nicho. Outra maneira de fazer isso é deixar o seu perfil bem completinho, pronto pra informar tudo o que um visitante possa querer saber.

👉  leia mais sobre isso no nosso post sobre marketing pessoal no LinkedIn.

4. frequência e engajamento

Por último, mas não menos importante (aliás, muito importante!), estão a frequência e o engajamento.

O ideal é que o engajamento ocorra de forma orgânica, isto é, naturalmente. Com conteúdos bons e relevantes, você pode conseguir curtidas, comentários e compartilhamentos sem esforço.

👉  Mas, como não custa nada dar aquela forcinha, estimule o engajamento das suas publicações convocando seus amigos próximos e funcionários pra uma missão boom. 💥

A partir do momento que o post é publicado, quanto mais rápido ele tiver reações, mais bem-sucedido ele será, por isso também vale atentar pros melhores dias e horários pra postar.

Segundo pesquisa do Hubspot, os melhores horários pra postar são de terça a quinta-feira das 7h às 8h e das 17h às 18h. Só atenção: isso pode ser relativo por diversos fatores, então o ideal é fazer seus próprios testes.

Mas um fato super importante sobre o LinkedIn é que ele favorece perfis atualizados e ativos, portanto, marque presença na rede. 😉

Cachorro mexendo no computador. Esteja online no linkedin

5. não se esqueça do seo no LinkedIn

Ah, e claro, não deixe de lado o nosso bom e velho amigo. As técnicas de SEO continuam sendo muito importantes nessa plataforma.

O LinkedIn também tem seu mecanismo de busca que pode ajudar (ou atrapalhar) seus posts a alcançar muito mais pessoas — e pessoas qualificadas. 

Então, na hora de criar um post, pesquise pelas palavras-chaves certas e as aplique no seu texto (isso também vale pra descrição do seu perfil! 🤓).

Use também as palavras-chaves como hashtags: elas vão facilitar que seu conteúdo seja encontrado quando alguém pesquisar por determinado assunto.

👉  Tente adicionar no máximo duas ou três hashtags pra evitar que o seu post seja considerado spam.

Alcançando mais pessoas, aumentam as chances de as suas publicações serem curtidas e compartilhadas! 💡

traçando as melhores estratégias pro LinkedIn

Essas foram só algumas dicas pra te ajudar a ter um bom resultado na rede, mas, antes de tudo, uma coisa que sempre ressaltamos aos nossos clientes é que o marketing digital não acontece do dia pra noite.

Por isso, não adianta aplicar essas práticas e esperar resultados imediatos porque a chance de você se frustrar é grande — e quase 100%!

O marketing digital feito de forma orgânica é um trabalho de formiguinha que acontece aos poucos e que, apesar de não trazer resultados tão rápidos quanto a mídia paga, gera resultados enormes pra sua marca. Por isso, vale a pena investir! 💪

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado você a entender um pouco mais sobre essa rede diferentona, mas muito importante!

Se quiser acessar mais conteúdos sobre ela, leia também no nosso blog:

fale com a gente!

Conte sempre com a 7mídias pra planejar conteúdos pra que as suas redes sociais sejam lindas e relevantes.

Temos uma equipe engajada e super capacitada em gerar resultados, peça um orçamento!

orce com a 7!

Ah, e não deixe de seguir as nossas redes sociais:

Até a próxima, pessoal! 🌻